Política

Mulheres comemoram conquistas, mas ainda lutam por redução de desigualdades

Lideranças de Uberlândia falam sobre o reconhecimento do papel da mulher na sociedade

Com as mulheres ocupando posições de liderança na política e nas empresas, o Dia Internacional da Mulher, comemorado na quarta-feira (08), é um momento de reflexão e debate sobre seu papel na sociedade. O JORNAL ouviu lideranças na política e na área empresarial em Uberlândia sobre o reconhecimento desse espaço conquistado pelo sexo feminino. Leia abaixo os depoimentos:

Michele Bretas, vereadora
“Acredito que nós mulheres conquistamos muito espaço, mas ainda falta muito a conquistar. Precisamos dar as mãos para avançar e conquistar o espaço que é nosso de direito. Estamos fazendo um trabalho de excelência na política.
“Somos mães de família, donas de casa, empresárias e parlamentares em todo o Brasil, mas precisamos principalmente ter o reconhecimento que merecemos. Ainda falta muito respeito à mulher, porque algumas são vítimas de violência nas ruas, sexual e violência doméstica, algo que é abominável.
“A nossa luta continua e deve ser diária pelo respeito, reconhecimento no mercado e na política, que é um ambiente masculino, mas que nós devagarzinho estamos chegando e ocupando nossos espaços por meritocracia.”

Dra. Jussara Matsuda, vereadora, empresária e médica
“Nesse universo da sociedade nós somos maioria, mas, como parlamentares, ainda somos minoria. Precisamos de mais mulheres atuantes porque ela é uma excelente gestora, educadora e economista. Na verdade ela executa vários papéis e muitas vezes não é reconhecida dessa forma.

“Há muitos avanços, muitas conquistas, evoluímos, sim. Estamos numa posição um pouco melhor, mas podemos avançar mais e conquistar mais nosso espaço que é de direito.

“Precisamos buscar mais espaço dentro da sociedade nos posicionando como mulheres empreendedoras, trabalhadoras e como parlamentares. Esse espaço existe e nós precisamos avançar, mas avançar em termo de conhecimento, buscando mais conhecimento, nos capacitando mais para poder ocupar o lugar que é nosso de direito, inclusive no sentido financeiro, porque é do conhecimento de todos que, dentro das empresas, a maioria das mulheres ocupa um cargo às vezes igual ao do homem e o salário dela é desigual, menor.”

Flávia Rosa de Souza Tucci, executiva de contas e gestora de RH

“A mulher tem conquistado cada vez mais o seu espaço e diminuído a discrepância que existia de salário, cargos e profissões. Atualmente as mulheres se destacam na esfera da Justiça, Segurança Pública, Política e na área empresarial. Temos percebido essa mudança, que é vista com bons olhos pela sociedade.

“Vale lembrar que a mulher tem o importante papel de educar o ser humano para a sociedade, e isso é um ponto de reflexão, como têm sido os nossos esforços para melhorar a sociedade e qual a melhoria que temos realizado nesse sentido.

“Em 2016, as mulheres ocupavam 63% dos bancos de universidades, independentemente do curso. Há uma evolução da importância da mulher e ao mesmo tempo uma responsabilidade no seu papel de educadora do futuro. E isso é fundamental para a sociedade que queremos no futuro.”

Texto: Leonardo Leal

Notícias relacionadas