Estilo de Vida

Amamentar ou não, em público?

Desde janeiro, vários jornais, revistas e portais estão tratando sobre o tema “amamentação em público”. Muitas pessoas comentando que está proibido amamentar em público. Afinal, isso é verdade ou não? A resposta é óbvia: trata-se de uma notícia falsa. O que é verdade, mas nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro, é uma lei que multa quem proibir a mulher de amamentar.
Várias mulheres passam e passarão por essa situação, e não pense que isso é confortável pra elas. Cabe a nós evitar julgamentos.
Existe etiqueta pra isso? A resposta é sim. Etiqueta para ambas as partes: tanto para quem amamenta, como para quem presencia essa cena em público. Mas, que fique claro: o respeito é o mais importante nesse caso.
Mães que amamentam: façam isso em público, sim, afinal não tem horário nem local certo para alimentar um ser que depende totalmente de vocês para viver. Estão defendendo a livre amamentação de acordo com a demanda do bebê. Portanto, mamães, coloquem um paninho ou uma fralda em cima do seu seio, não para esconder o ato, mas apenas para proteger vocês e seus bebês de julgamentos desnecessários de pessoas insensíveis.
Pessoas que estão vendo o ato de amamentar: respeito. Ainda mais se vocês nunca passaram por essa situação. O bebê não escolhe a hora de estar com fome e dores. A mãe tem compromissos em público, pós-parto. Por isso, respeitem e, caso se sintam incomodados, retirem-se.
O interessante nesse caso é sempre se colocar no lugar do outro, independentemente do lado em que você está. Respeito é bom em todas as horas, e vamos combinar: esse momento é mágico e único na vida de qualquer mulher e temos e já conquistamos a liberdade em todos os sentidos.

Bruna Barcelos é consultora comportamental.
Mais informações, acesse www.brunabarcelos.com.br ou faça sua pergunta pelo e-mail contato@brunabarcelos.com.br

Foto: Moacyr Lopes Junior/Folhapress, 0649, COTIDIANO

Notícias relacionadas