Destaque Esportes Vôlei

Pela 2ª vez na história, Dentil/Praia Clube avança às semifinais da Superliga

Após derrotar Brasília, praianas enfrentam Vôlei Nestlé (SP) nas semifinais

No sábado(25), na Arena Praia, em Uberlândia (MG), o Dentil/Praia Clube jogou e triunfou sobre o Terracap/BRB/Brasília Vôlei (DF), na terceira e decisiva partida das quartas de final da Superliga Feminina de Vôlei 2016/2017. Em 1h59min de jogo, o time comandado por Ricardo Picinin marcou 3 sets a 1 (parciais de 22/25, 25/17, 25/20 e 25/14). Com a vitória, o time uberlandense avança pela segunda vez na história para a semifinal da maior competição do voleibol brasileiro. A primeira vez que o Dentil/Praia Clube chegou à fase semifinal da Superliga foi na edição 2015/2016.
A série de melhor de três jogos das quartas de final ante o Brasília terminou em 2 a 1 para o Dentil/Praia Clube. As praianas iniciaram essa fase vencendo em casa de virada, no dia 18 de março, por 3 sets a 1. Já a segunda partida foi realizada no dia 21, em Brasília, onde o time adversário levou a melhor e marcou 3 a 0. Neste sábado, as praianas repetiram a dose da primeira partida vencendo, também de virada, por 3 sets a 1.

A ponteira Ellen Braga foi eleita a melhor da partida, levando o troféu Viva Vôlei para casa. “Estou muito feliz, pois era uma partida completamente decisiva para nós, valia tudo ou nada! Foi uma alegria muito grande poder ajudar a equipe. O time me acolheu quando eu entrei, então o troféu é de todas. A Claudinha se destacou, jogou demais, e dedico esse troféu a ela também. O Picinin me pediu desde o começo para atacar forte, e acho que isso deu certo, pois talvez elas não me estudaram tanto quanto a Michelle”, disse.

Já a maior pontuadora do Dentil/Praia Clube foi Alix, com 19 acertos. Mais uma vez, o Dentil/Praia Clube contou com o desfalque da central e bicampeã olímpica Fabiana Claudino. A atleta continua em recuperação da fascite plantar do pé esquerdo, diagnosticada após o último jogo da fase classificatória da Superliga. A atleta, porém, assistiu de perto a partida na Arena Praia.

Vôlei Nestlé é o próximo adversário
Agora, o adversário já está decidido. Na próxima etapa, as praianas enfrentam o Vôlei Nestlé (SP), ainda sem datas dos confrontos definidas. Nesta temporada, as semifinais da Superliga Femininas serão disputadas em cinco jogos. Avança à grande final quem vencer três das cinco partidas.
Para a capitã praiana Walewska, o físico contará muito na próxima etapa. “A vitória é gostosa, independente se é de virada. A gente teve algumas trocas importantes durante o jogo. A entrada da Ellen deu uma vivência maior e a gente respirou mais, ganhou um ataque mais forte. Claro que perdemos na recepção com a saída da Michelle, mas acho que é importante para o time essa respirada e saber que a equipe pode realizar trocas e manter o ritmo alto. Agora já estamos com a cabeça no Osasco. Será uma série muito longa, incomum para a Superliga. Portanto, acredito que o time que estiver melhor fisicamente leva a melhor”, comentou.

O técnico Ricardo Picinin comemorou o desfecho da partida. “Nossa equipe perdeu o primeiro set, mas se encontrou e fez uma partida excelente! Acho que é importante pensar nas coisas positivas, na classificação, pensar que estamos em mais um semifinal de Superliga. A equipe está de parabéns, o Praia, a diretoria, os patrocinadores. Vamos comemorar um pouco e já começaremos a pensar na equipe do Osasco, um adversário difícil. Mas nosso objetivo é continuar na Superliga e ir mais longe!”, afirmou. O técnico agradeceu, ainda, a torcida. “Gostaria de agradecer nossa torcida, que apoia, levanta a moral das jogadoras e tem sido nosso 15º jogador. Na semifinal, esperamos que a Arena esteja mais cheia do que nunca!”, finalizou.

Fonte: Comunicação Praia Clube

Notícias relacionadas