Cultura Expresso Foco

Projeto em Uberlândia oferece prática de criação literária para 120 alunos da periferia

Entre as atividades do Projeto, estão previstos 32 workshops.

O projeto Dedo de Verso está possibilitando gratuitamente oportunidade ímpar para 120 crianças e adolescentes da periferia de Uberlândia, uma vez que vai além do ensino de Literatura oferecido na Educação Formal.

De acordo com o realizador do Projeto, o músico e compositor, Enzo Banzo, as atividades são voltadas para a Criação Literária, e não somente para o estudo das obras da historiografia literária (que podem ser usadas como referência). “Dedo de Verso aborda a performance literária, na qual o poema ganha voz e vida, ao não se reduzir ao espaço do papel. Na perspectiva da palavra falada ou cantada, o projeto aponta para a transversalidade artística, promovendo diálogos com as linguagens teatral e musical”, explica Banzo, que tem extensa e reconhecida participação na cena cultural uberlandense.

Assim, constituído por um processo de formação em criação e performance literária, Dedo de Verso irá resultar em cinco saraus que serão apresentados ao público na sede do Programa Transforma no bairro Alvorada – onde as oficinas semanais e gratuitas do Projeto acontecem; em um teatro da cidade; e também em escolas públicas.

Entre as atividades do Projeto, estão previstos 32 workshops com escritores, cantores e professores da área sobre: técnicas de criação literária, criação de letra sobre melodia e perfomance literária.

Os participantes do Projeto já vivenciaram os primeiros workshops de criação literária com a escritora, Cleusa Bernardes, e em Maio terão workshops com o próprio idealizador do Projeto, Enzo Banzo.

Dedo de Verso é um projeto realizado em parceria com Programa Transforma e patrocinado pelo Instituto Algar.

Texto: Ciclo Comunicação

Notícias relacionadas