Esportes Expresso

Revitalizados, poliesportivos oferecem atividades para toda a família

Além das escolinhas, população tem acesso gratuito aos campos, academias populares e outros equipamentos da Futel.

O processo de revitalização dos poliesportivos que a Fundação Uberlandense do Turismo, Esporte e Lazer (Futel) promove desde o início deste ano, já colhe resultados expressivos, tanto na área esportiva quanto nas ações de lazer e qualidade de vida. Essa reestruturação tem feito com que mais pessoas possam usufruir os locais de forma organizada e tem permitido ainda, melhores condições para utilização dos espaços e a ampliação dos serviços oferecidos à comunidade.

Para utilizar os campos, por exemplo, basta fazer a requisição e agendar dia e horário para utilização, sempre de acordo com a disponibilidade. As marcações podem ser feitas sempre às quartas-feiras (das 7h às 11h e das 13h às 17h30) ou as quintas e sextas na sede do Parque do Sabiá, próximo à entrada do bairro Tibery. Com o início dos campeonatos, os tradicionais ‘rachas’ que envolvem moradores de todas as regiões da cidade, podem ser realizados jogos gratuitamente aos sábados e domingos, nos campos ‘D’, ‘E’ e ‘F’ do Parque do Sabiá e ainda nos poliesportivos Jardim América, Canaã e Santa Luzia. Esta organização garante a realização de 48 rachas por semana, atendendo mais de 1.300 pessoas.

Iniciação esportiva

As escolinhas nos 20 núcleos esportivos contam com mais de 3.800 crianças e adolescentes, em 17 modalidades olímpicas e paraolímpicas. Com a reestruturação, os poliesportivos também voltaram a ser frequentados por famílias, que estão em busca de momentos de lazer e de atividades que são oferecidas todos os dias.

Para colocar esses espaços em boas condições, foram realizadas ações que contaram com a participação das equipes da Futel e da Prefeitura Municipal. É o que conta Silvio Soares, diretor-geral da Futel. “Fizemos a recuperação dos gramados, a poda e limpeza, recuperação de vários equipamentos das academias ao ar livre, entre outras ações. Este é um trabalho que continua sendo feito diariamente, já que esses espaços requerem manutenções constantes”, conclui.

O diretor-geral destaca também a promoção de ações direcionadas aos moradores de cada região da cidade. “A segunda etapa da revitalização se deu com a elaboração de uma agenda de eventos como as escolinhas, inclusive com a ampliação de modalidades, a introdução de atividades para adultos como a ginástica dançante e hidroginástica, que esteve desativada em alguns espaços, além do Poli em Ação, evento que já recebeu cerca de mil pessoas nos polis São Jorge e Jardim Brasília”, expõe.

Poli seguro

No poliesportivo São Jorge, a comunidade aprova as ações que são promovidas e considera que as opções oferecidas tem atendido as expectativas. “É um espaço interessante, que oferece oportunidades para toda a família e, além disso, é um lugar seguro. Antes eu trazia meus filhos para as aulas de futebol e karatê e ficava o tempo todo aqui, receosa. Agora não. Eu venho com eles, saio para fazer outras coisas porque sei que estão seguros, não serão liberados antes do término das aulas”, disse Amadeu Neris, morador do bairro São Jorge.

O motorista Fábio Simões, que mora no bairro São Gabriel, tem três filhos que estão matriculados na escolinha de futebol. Ele faz questão de dar ênfase à atenção que seus filhos recebem. “Eles começaram este ano e estão gostando muito. O professor trabalha a parte técnica e também o lado disciplinar e companheirismo entre os garotos”, explica.

Bom de bola, bom na escola

Aluno atendido no Poliesportivo Dona Zulmira, Victor Gustavo Borges Melo revela que obteve vários benefícios com a prática esportiva. “Eu era indisciplinado em casa e na escola, estava acima do peso, era muito tímido e tinha dificuldades para me relacionar com outras pessoas. O futebol me ajudou muito: Emagreci, estou mais tranquilo, fiz mais amigos e tenho boas notas na escola. Só vejo coisas boas”, conta o rapaz de 15 anos.

Socialização e saúde

Famoso pelas atividades aquáticas, o poliesportivo Roosevelt tem mais de 600 pessoas que frequentam as aulas de hidroginástica. Pessoas como a aposentada Ivanilde Pimenta, de 58 anos, que salienta a importância das atividades oferecidas à comunidade. “Sei que são duas vezes por semana, mas por mim, poderia ter aula todos os dias. Amo fazer hidroginástica, porque aqui somos tratados com carinho e respeito. Além do mais, só quem pratica sabe o bem que faz para a saúde e pra socialização com outras pessoas”, explica.

Moradora do bairro Canaã, Maria Gonçalves faz questão de não perder nenhum dia de atividade. “É uma bênção essa hidro, faço com a maior satisfação do mundo. É uma atividade prazerosa que só me faz bem. Quem ainda não veio, está perdendo”, declara a aposentada de 63 anos.

Saiba onde tem um Poliesportivo perto de você.

Texto: Secom PMU

Notícias relacionadas

1 comentário

  1. Precisa melhorar o policiamento moro entre dois Poliesportivos e o que tem de jovens (menores) indo consumir drogas licitas e ilícitas nestes locais esta passando dos limites.

Comments are closed.