Destaque Foco Música Rock

Bono Vox nesta data querida

Anderson Tissa, autor da coluna “Vida Longa, Baby”.
Imagem: Douglas Luzz

A primeira vez que me deparei com esse nome foi diante um pacote de biscoitos produzidos nos anos 90. As bolachas recheadas da Nestlé, em três sabores diferentes, morango, chocolate e doce de leite, estampavam o nome do vocalista do U2 em suas embalagens. A molecada adorava. Naquela época, Bono já era um sujeito bem conhecido no cenário mundial. E eu ainda nem tinha ouvido falar do cabra.

Tempo depois, não me lembro exatamente quanto, assisti um VHS (tipo de mídia praticamente extinta) com a gravação de um show da turnê Zoo TV. Gostei muito daquele baixinho de presença imponente e que se vestia de capetinha. De repente, num determinado momento da apresentação, Bono pegou um telefone fixo e discou alguns números. Ele havia ligado para uma pizzaria e pediu 10 mil pizzas para a platéia, que foi a loucura.

Depois de ver aquela fita, passei a ouvir U2. A Zoo TV durou de 92 a 93, eu devo ter assistido em 94 ou 95, não sei exatamente. E minha admiração pelo vocalista só cresceu. Até então, Bono não havia pisado no Brasil, não pelo menos com sua banda. Foi quando em 1997, esses irlandeses lançaram o álbum Pop. E o U2 anunciou que estaria no Brasil pela primeira vez.

Foi um frisson. Todos queriam estar diante do homem que hipnotizava multidões. Um dos sortudos a conseguir essa façanha foi o global Zeca Camargo. Bono cedeu uma entrevista ao jornalista, que relatou ter se perdido durante a conversa por não acreditar estar diante do rock star. Acho normal. Ficar nervoso na primeira vez ao encontrar um ídolo é absolutamente compreensivo.

Ele veio ao Brasil, causou. Voltou outras vezes e não foi diferente. Em todas essas vindas, nunca tive o prazer de vê-lo em ação, presencialmente. Porém este ano, Bono Vox, novamente, retorna ao Brasil para mais uma apresentação. E pela primeira vez, estarei frente a frente com ele, mesmo que seja a uma distância bem considerável.

Hoje, dia 10 de maio, Paul David Hewson, mais conhecido como Bono, que já se encontrou com chefes de estado, debateu com bilionários, viajou a lugares inóspitos do mundo, combateu a AIDS na África e por onde passa arrasta multidões, completa 57 anos de idade.

Para curtir, selecionei as minhas 10 músicas preferidas na voz de Bono Vox para a playlist da semana. É só dar play e ouvir.

Texto: Anderson Tissa

Notícias relacionadas

2 comments

Comments are closed.