Destaque Estilo de Vida Expresso

Energias reikianas circulam por Uberlândia e estão à disposição de todos

Foto: Divulgação

É impressionante o quanto esse assunto começou a repercutir nos últimos tempos, e isso deveria trazer uma grande felicidade para a nossa sociedade. Não é à toa que o Reiki passou a integrar procedimentos no SUS (Portaria nº 145, de 11 de janeiro de 2017 do Ministério da Saúde).

Uma sessão de Reiki consiste na prática de imposição de mãos, que usa a aproximação ou o toque sobre o corpo do sujeito com a finalidade de estimular os mecanismos naturais de recuperação da saúde, podendo esta sessão ser recebida por pessoas de ambos os sexos, sem idade mínima ou máxima.

Mas não é apenas isso. Para Laércio Oliveira, reikiano e ministrante de cursos em Uberlândia, o Reiki é muito mais que uma técnica terapêutica, é um caminho iniciático que contém todos os passos para a iluminação através da autocura. “Através do trabalho interior que o Reiki propõe, seguindo os seus 5 princípios, é possível afinar o seu presente com sua essência e manifestar todos o seu potencial criador, os seus dons e talentos, na existência presente”, diz Laércio.

Foto: Divulgação

Em nossa cidade e região, vários locais estão ministrando cursos, ensinando e expandindo essa prática, bem como oferecendo tratamentos e levando a cura para as pessoas.

Eu fui entender na prática o que era o Reiki dois anos atrás, através dos cursos de nível 1 e 2. Sim, o Reiki é dividido em alguns níveis.

O Reiki é uma prática (integrativa e complementar) que foi sistematizada no Japão no ano de 1922 por Mikao Usui, e como em quase tudo no Japão existe uma organização, não poderia ser diferente no Reiki. Usui Sensei ensinava o Reiki em três graus diferentes: Shoden “初伝”, Okuden “奥伝”, Shinpiden “神秘傳” (Shihan-Kaku “師範格”, Shihan “師範”).

Mas, as divisões dos níveis e suas diferenças entre os sistemas não determinam sua qualidade. Mesmo que os instrutores de Reiki ensinem sua verdade, com dedicação e amor, não são todos os alunos que vão seguir essa verdade. O Reiki é um método que necessita de vivência e dedicação nas práticas para devida compreensão.
Os níveis então existem para que você comece a praticar em intensidades diferentes, começando por aplicar em si mesmo e, à medida que vai avançando conscientemente através dos cursos, é possível aplicar nos outros, chegando até mesmo ao envio de Reiki a distância.

 

Foto: Divulgação

 

Segundo o Manual de Mikao Usui, o Reiki pode ser indicado no caso de qualquer doença, seja de cunho físico ou psicológico. O objetivo principal do Reiki não é só curar doenças, mas também promover o fortalecimento de talentos naturais já existentes, o equilíbrio da mente, a saúde do corpo e, com isso, a conquista da felicidade. (PETTER, 2013, p. 67).

Segundo o criador do método, qualquer um pode fazer o curso de Reiki (homens, mulheres, jovens, idosos…). “A energia universal é naturalmente canalizada pelo reikiano após a sintonização realizada por um instrutor habilitado e, a partir do primeiro nível, é plenamente possível ao reikiano aplicar a técnica em si mesmo e em outros, podendo atuar também junto a grupos de voluntariado”, comenta Eduardo Isaac, coordenador de cursos no Ipis em Uberlândia.

Vanessa Toledo, da Casa Coração, outro espaço que viabiliza cursos de Reiki em Uberlândia, gosta muito da comparação e do simbolismo do Reiki com o bambu.

“Por dentro o bambu é oco, encontrando a sabedoria no vazio. Porém, estar no vazio não é ser vazio de Ser. É ter uma consciência tranquila, serena e receptiva ao que nos rodeia… ‘Numa tela vazia podemos criar um quadro’. Quando somos vazios, nos tornamos um perfeito canal da Energia Reiki, deixando-a fluir como um rio. Mente limpa e coração predisposto, esse deve ser o nosso estado interior, onde o ego não toma lugar e o coração está disponível incondicionalmente.”

Foto: Divulgação

Emanuelle Andrade, também instrutora e formadora de reikianos, já formou cerca de 390 pessoas em suas turmas e diz que o principal interesse pela procura das pessoas ao fazer um curso de Reiki é a busca pelo autoconhecimento e por ser uma maneira de ajudar ao próximo.

Gostaríamos de ressaltar que o Reiki pode ser aplicado e recebido por pessoas de qualquer orientação religiosa ou não religiosa.

Em Uberlândia vários profissionais, locais e centros terapêuticos oferecem a aplicação de Reiki e cursos, como Casa Coração, Instituto Seva, Ipis, Casa São Lázaro, as Práticas Interativas Comunitárias (PICS) e muitos outros locais agregam o Reiki a outras práticas terapêuticas.

Para saber mais sobre cursos de Reiki, acessem Guia Livre Ser 

Texto: Lídia Tostes
Reikiana, produtora cultural e holística

Notícias relacionadas