Cultura Expresso Foco

Entre memórias e histórias, oficina de bordados relembra ‘pontos da vovó’

Foto: Divulgação

Ponto cruz, brocatelo, pé de galinha, laçadas cruzadas, aresta e rococó. Esses são os nomes de alguns pontos do bordado que Maria Helena Ferreira foi conhecer apenas aos 71 anos. É com esses ‘pontos da vovó’ que a aposentada está terminando uma peça que contempla uma imagem da Igreja do Rosário e de um congadeiro tocando violão. O tema ‘cultura negra’ foi escolhido pelo grupo participante do projeto ‘Tempo de bordar histórias’, que acontece toda quarta-feira, das 14h às 17h, na sala Pedagógica do Museu Municipal.

Depois de ficar sabendo da oficina por uma amiga, Maria Helena começou a bordar, já que gosta de aprender coisas novas e viu ali, uma oportunidade de descansar a mente da rotina do dia a dia. “Como eu faço tudo em casa, lavo, passo e cozinho, não tenho tempo muito tempo para o lazer. Hoje, vejo nas tardes de quarta-feira umas horas para poder reunir com as amigas e descansar a cabeça. Além de gostar muito de aprender, esses momentos tranquilos me enchem de alegria”, conta.

Além dos ‘pontos da vovó’, a turma se reúne para contar histórias. Ao final do dia, partilham um café farto, cheio de quitandas que cada uma leva com muito carinho dentro de uma cesta de piquenique. As histórias são variadas, sobre memórias vividas ou contadas de mãe para filha. Por meio de entrevistas e depoimentos informais, profissionais do Museu Municipal coletam relatos que, futuramente, farão parte do acervo de memórias.

Buscando manter viva a tradição do bordado à mão, Marta Procópio também faz parte do grupo. Aprendeu com a avó e a mãe a fazer diversos trabalhos manuais, como uma artista. “Cresci no meio de linhas, agulhas e retalhos. Quando bordo, diversas lembranças vêm à minha cabeça, me trazendo muita paz. Para manter essa tradição da minha família, bordei o enxoval todo do meu neto e cada ponto teve um significado para mim”, relata.

Além do tema ‘Cultura Negra’ ter sido escolhido, está sendo homenageado também o prédio do Museu Municipal: a comemoração dos 100 anos do prédio Palácio dos Leões e 30 anos de museu. Em setembro, todas as obras bordadas serão expostas durante a Primavera dos Museus.

Texto: Secom PMU

Notícias relacionadas