Destaque Música Rock

Me convidaram e eu convido você

Anderson Tissa, autor da coluna “Vida Longa, Baby”.
Imagem: Douglas Luzz
Fui surpreendido com um convite muito bacana. Não foi de nenhuma dama me chamando para bailar de rostinho colado no Fazendão, nem para um rolê de Yamaha DT 180 na Cachoeira do Sucupira domingo à tarde ou muito menos, participar de uma reunião para discutir o retorno glamoroso da boate Hits.

Zoeiras à parte, o convite foi bem legal mesmo. Tanto é que acabei aceitando sem nenhuma cerimônia. No dia 24 deste mês de junho, vou estar na mesa dos jurados do 9º Concurso de Bandas Minas Music. E não estarei lá a passeio, serei um dos juris. Evidentemente que vou para curtir o som de todos os participantes, mas me deram a difícil missão de opinar sobre cada um deles.

Concursos musicais revelaram grandes nomes da nossa MPB. De meados dos anos 60 aos 80, nomes como Caetano, Gil, Elis, Chico Buarque e até o cheio de charme Guilherme Arantes, surgiram de uma série de concursos exibidos em algumas emissoras de TV. Mas o assunto aqui é rock n’ roll, então vamos falar da banda Diesel. Esse grupo venceu o festival do Rock n’ Rio 3 e teve seu lugar ao sol por alguns anos até mudar de nome para Udora, e encerrar as atividades em 2011. Recentemente, uma banda contou até com um certo sucesso comercial após vencer o concurso SuperStar, estou falando da Malta. Até Elvis Presley participou de um festival, quando criança, e só seguiu na música porque foi o vencedor. Na oportunidade o Rei do Rock ganhou a incrível fortuna de cinco dólares.

Festivais ou concursos, seja lá qual for o nome desses eventos, são muito importantes para o desenvolvimento artístico e cultural. É um caminho que pode definir o futuro do artista. É uma oportunidade do artista apresentar seu trabalho autoral, de maneira digna e profissional. Concursos responsáveis, como este, não garantem sucesso, garantem a chance do artista subir no palco e fazer o que sabe fazer de melhor.

Para encerrar, vivemos um período onde apenas um gênero musical tem êxito comercialmente. Apresentar um som diferente, criativo e de qualidade pode contribuir para que este cenário possa voltar a mudar um dia.

Já contei, mas não custa repetir. A final acontece no dia 24, sábado, às 16h, no Estacionamento do Uberlândia Shopping. No mesmo dia rola um show da banda Minimal, e no domingo, 25, a banda campeã abre o show, no mesmo local, da Suricato, grupo que toca no Brasil inteiro depois de se destacar em um concurso de bandas.

Ó, até dia 11, domingo, 15 bandas disputam seis vagas na finalíssima e qualquer um pode votar por meio do site. A playlist de hoje é o som desses grupos e você pode ouvir à vontade em www.concursodebandas.com.br.

E se alguém do sexo feminino, loira ou morena, olhos claros ou escuros, inteligente e bonita (beleza nunca é demais) tiver algum convite legal a me fazer, estou à disposição.

Texto: Anderson Tissa

Notícias relacionadas