Destaque Rock

De presente: uma playlist para Sly

Anderson Tissa, autor da coluna “Vida Longa, Baby”.
Imagem: Douglas Luzz

Não é mentira. Minha madrinha sugeriu aos meus pais que me batizassem de Rocky. Nada mal para um roqueiro, mas o principal motivo não foi por conta do gênero musical e sim, por conta de Sylvester Stallone.

A estrela dos filmes de ação de Hollywood faz aniversário hoje e sua relação com o rock não se resume a sonoridade do nome de seu personagem famoso. Muitas de suas cenas, ao longo de sua extensa carreira, foram ilustradas com canções de rock n’ roll.

Uma delas, talvez a mais emblemática e famosa em seus filmes, é “Eye of the Tiger”, da banda Survivor. Feita sob encomenda pelo próprio Sly (apelido de Stallone), a música marcou uma geração que assistiu Rocky 3 – O Desafio Supremo. Fez tanto sucesso que retornou em Rocky 4, e garantiu mais duas músicas da Survivor na soundtrack do quarto filme: “Burning Heart” e a baladinha “Man Against The World”. Ambas não emplacaram e fizeram da banda uma one hit wonder.

A sequência Rock 5 decepcionou os fãs e também quem esperava por algum rock n’ roll. A soundtrack é dominada por rap e hip hop. Para não falar que não tem nada de rock, colocaram uma música do Elton John como consolo. “The Measure of a Man” pode ser considerado o hino de todo pugilista que está prestes a se aposentar ou que já pendurou as luvas. Logo nos primeiros versos se ouve em inglês, aqui traduzido: “Essas mãos maltratadas são tudo o que você possui. Esse coração partido virou pedra. Vá pendurar sua glória na parede”. Tudo a ver com o filme, não?

Os Falcões da Noite ou Nighthawks (nome original), no qual Sly interpreta um policial de NY, é o filme com maior quantidade de rock n’ roll desta lista. A trilha sonora ainda conta com blues, soul e outros estilos. Destaque para a canção “Road Fever”, de Foghat.

As disputas de queda de braço do filme que marcou a infância de quem já passou dos 30 não deixou o rock de fora. Falcão – O Campeão dos Campeões ou Over The Top (nome original) tem “Winner Takes It All”, do ex Van Halen, Sammy Hagar. O clipe é um barato porque mostra os personagens e cenas do longa. Mas parece que nem a voz e a guitarra do cabeludo ajudaram, o filme flopou nas bilheterias (só que todo mundo que assistiu, gostou).

Nesta lista não podia faltar Stallone Cobra e o excelente Tango & Cash – Os Vingadores. No primeiro, frases de impacto no roteiro, como “Você é a doença e eu sou a cura”, combinam com o som de “Voice of America’s Sons”, de John Cafferty & The Beaver Brown Band. E nada como terminar com Alice Cooper, cantando “Poison” em T&C.

Coloquei todas essas canções e mais algumas na playlist da semana para curtimos o 71º aniversário de Sylvester Stallone. Pode dar play e aumentar o volume, tenho certeza que você vai se amarrar.

Texto: Anderson Tissa

Notícias relacionadas