Cidade Destaque Expresso

Uberlândia está em sétimo lugar em índice de crimes violentos

Resultados foram apresentados pela 9ª RPM na semana passada durante avaliação do semestre

Foto: Leonardo Leal

A cidade de Uberlândia ficou em sétimo lugar em índice de crimes violentos no primeiro semestre de 2017. Além da capital, o município ficou atrás de Contagem, Betim, Uberaba, Ribeirão das Neves e Sete Lagoas. Os dados foram divulgados pelo comando da 9ª RPM (Região da Polícia Militar) na quinta-feira (13) durante reunião de avaliação de resultados. Em taxa de homicídios, Uberlândia ficou em 12º lugar, e registrou 53, de janeiro a junho.

O comandante da 9ª RPM, coronel Cláudio Vitor Rodrigues Rocha, destacou que cidades menores que Uberlândia têm uma taxa maior de criminalidade. “Isso para nós é motivo de satisfação e queremos baixar ainda mais esses números”, afirmou.

Entre as novas ações que reduziram os índices de criminalidade estão o reforço do ponto base de viaturas, em que elas ficam em pontos estratégicos da cidade, favorecendo operações de cerco e bloqueio. O treinamento de cerca de 300 policiais com emprego de armamento de alta potência e a potencialização das viaturas no período da madrugada. “Até para evitar ações de estouros de caixa eletrônicos, que foram reduzidos”, afirmou Cláudio Vitor.

Ele disse também que no início do ano houve um aporte logístico e de efetivo do governo do Estado. “Então, nós fortalecemos as ações, principalmente, na divisa com o Estado de Goiás, isso favoreceu o incremento de policiamento bem como a sensação de segurança, de fato houve uma redução de crimes nestes locais”.

De acordo com a PM, os crimes contra o patrimônio, como furto e roubo, são os mais comuns registrados na cidade. As ações de prevenção apontadas pelo comandante Cláudio Vitor tem sido o trabalho ostensivo das viaturas no centro e nos bairros e a intensificação das redes de vizinhos e comércios protegidos.

A reunião de avaliação também abordou a questão do treinamento sobre o ponto de vista da contextualização da segurança pública no Estado, no Brasil e no mundo. No evento, o ex-comandante-geral da Polícia Militar coronel Marco Antônio Badaró Bianchini apresentou uma palestra com o tema: “Segurança Pública como arcabouço de sustentação da sociedade brasileira: Reforma da Segurança Pública”.

Texto: Leonardo Leal

Notícias relacionadas