Cidade Expresso

Programa Buriti e Peac concorrem a premiação nacional

‘Prêmio ANA 2017’ é um dos mais importantes na área de saneamento; vencedores estarão no Fórum Mundial da Água em 2018

Foto: Comunicação Dmae

O Programa Buriti e o Programa Escola Água Cidadã (Peac), ambos do Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae), estão concorrendo na edição 2017 do Prêmio ANA, idealizado e realizado pela Agência Nacional das Águas (ANA) há 12 anos. A iniciativa reconhece o mérito de ações que contribuam para a gestão e o uso sustentável dos recursos hídricos no Brasil, promovendo o combate à poluição e ao desperdício. Além disso, a premiação reconhece trabalhos que apontem caminhos para assegurar água de boa qualidade e em quantidade suficiente para os brasileiros.

Dividido em nove categorias, o processo avaliará os concorrentes de acordo com critérios de efetividade, impactos social e ambiental, potencial de difusão, adesão social, originalidade e sustentabilidade financeira. Os programas do Dmae que estão na disputa concorrem na categoria ‘Governo’.

Foto: Comunicação Dmae

Se vencedor, o Dmae terá um espaço para apresentar os projetos no Fórum Mundial da Água, maior evento sobre recursos hídricos do mundo, que acontecerá em março de 2018 em Brasília – pela primeira vez em um país do Hemisfério Sul. A fase de avaliação dos projetos inscritos começa em 7 de agosto, o comunicado para os finalistas sai em 30 de outubro e a premiação final será feita em 6 de dezembro.

A supervisora de Projetos de Educação Ambiental do Dmae, Ana Paula Carvalho, reconhece a oportunidade. “Esse prêmio é o mais importante da área e a visibilidade é grande. Nossos projetos são originais e fortes candidatos”, comentou.

Buriti

O Programa Buriti aponta soluções e identifica ações de proteção das nascentes e recuperação de áreas degradadas. O produtor que faz a adesão recebe, sem custo, cercamento da área, plantio de árvores, conservação de estradas vicinais, terraceamento (curva de nível) e barraginhas (bolsões para escoamento de água construídos as margens das estradas vicinais). Desde 2008, o programa já realizou o plantio de 200 mil mudas em 143 propriedades rurais de um total de 161 cadastradas. Para este ano, a meta é plantar 65 mil mudas de espécies nativas.

O Buriti atendia as propriedades na bacia do rio Uberabinha e ribeirão Bom Jardim, foi ampliado também para o rio Araguari onde o está sendo construída a terceira unidade de captação e tratamento de água do Dmae para garantir o abastecimento para 1,5 milhão de habitantes.

Peac

O Programa Escola Água Cidadã (Peac) implantado há 15 anos já atendeu quase 250 mil pessoas e tem como principal objetivo educar a comunidade para o uso responsável da água. Escolas públicas e privadas, da pré-escola ao ensino universitário, associações de moradores, empresas e muitas outras instituições podem expandir o seu conhecimento em saneamento e em ações de sustentabilidade ambiental.

Para conhecer e participar dos programas de educação ambiental do Dmae basta ligar para 3223-6027 ou visitar o site www.dmae.uberlandia.mg.gov.br.

 

Texto: Ana Augusta Ribeiro / Secom PMU

Notícias relacionadas