Cidade Expresso Foco

PM libera reféns e autores se rendem após tentativa de assalto frustrada em fazenda

Após negociações e cerco policial, a Polícia Militar com o auxílio do Bope (Batalhão de Operações Especiais) liberou seis vítimas e fez a prisão de dois indivíduos, um de 43 anos e outro de 17, na noite desta terça-feira (25). Também foi feita a apreensão de três armas de fogo e 93 munições. Três veículos foram removidos para o pátio conveniado. O crime ocorreu em uma fazenda na rodovia Neuza Rezende. A PM chegou ao local para atender uma ocorrência de roubo a mão armada em que duas pessoas haviam sido feitas reféns. Inicialmente, o proprietário da fazenda e um funcionário.

De acordo com a PM, com violência, ameaças e uso de arma de fogo, os bandidos roubaram uma caminhonete Toyota Hilux preta e colocaram as vítimas dentro do veículo e se dirigiram a outra propriedade em busca de armas. Na outra fazenda, além de agredir os idosos, eles amarraram as vítimas e quando perceberam a presença dos policiais, tentaram usar as vítimas como escudos humanos.

Ao fugirem na caminhonete Hilux, os autores chegaram a trocar tiros com os policiais. Nesse momento, eles retornaram e voltaram para a residência e fizeram todas as pessoas como reféns. Logo em seguida, foram iniciadas as negociações com os autores que usavam um dos reféns como interlocutor.

A PM fez o cerco policial em toda a área e a partir das negociações, as vítimas começaram a ser liberadas, o primeiro por volta das 18h, a segunda vítima foi liberada às 18h40 e encaminhada para um hospital. Em seguida foi liberada uma senhora de 77 anos, cadeirante que foi também foi encaminhada para o hospital.

De acordo com a PM, em certo momento, os autores tentaram fugir pelos fundos da propriedade, mas foram impedidos pelo cerco policial. Após nova negociação, os demais reféns foram liberados e os autores se renderam.

Antes do roubo à fazenda, os bandidos tinham roubado, à mão armada, um fiat uno, por volta das 8h da manhã, em Araguari na região denominada Rola Cavalo, conforme relatou uma das vítimas que foi libertada na operação policial.

Texto: Redação

Notícias relacionadas