Cidade Destaque Expresso

Estelionatário que se passava por policial civil é preso e reconhecido por 18 vítimas

Fotos: Leonardo Leal

A Polícia Civil prendeu na sexta-feira (27), C.B.A. de 48 anos, que se passava por policial civil e aplicava golpe de estelionato e furto mediante fraude. Ate agora, 18 vítimas já fizeram o reconhecimento do C.B.A. Entre os golpes aplicados pelo suspeito estão a oferta de objetos apreendidos, a retirada de multa da carteira de habilitação e transferência da mesma e a venda de veículos apreendidos no pátio. O prejuízo estimado para as vítimas é de cerca de R$ 40 mil.

De acordo com a delegada Daniela Novais Santana, o estelionatário aplicava os golpes nos bairros da zona leste, como Aclimação, Morumbi, Jardim Ipanema, Santa Mônica, Custódio Pereira, Tocantins. Ele vai responder pelos crimes de estelionato e furto mediante fraude. “Quando ele oferecia estes veículos às vítimas, ele pegava o veículo da vítima com os documentos do veículo e da pessoa, dizia que tinha que se dirigir a um dos pátios e não retornava”, explicou.

Fotos: Leonardo Leal

Daniela Santana disse que em um dos golpes, o estelionatário levou a vítima até o interior do Fórum, e obteve a quantia de R$ 4,5 mil com a alegação de que iria conversar com juízes e promotores para liberar um veículo.
Na última casa que C.B.A. morava, a polícia localizou uma carteira antiga da Polícia Civil. O suspeito não respondeu à delegada, onde obteve o documento. “Ele fazia uso desse distintivo para aplicar os golpes”, afirmou Daniela Santana.

Segundo a delegada Vivian Parreira Martins, 18 vítimas já fizeram o reconhecimento do investigado. “São vítimas de classe média baixa, que residem na zona leste de Uberlândia”, disse e acrescentou que, “ao aplicar o golpe, o suspeito procura vítimas mais fáceis, uma mais instruída vai fazer uma pesquisa e não cai facilmente neste golpe”.

 

Texto: Redação

Notícias relacionadas