Destaque Expresso Política

Câmara segue parecer do Tribunal de Contas e aprova prestação de contas de 2014 do ex-prefeito Gilmar Machado

Foto: Denilton Guimarães /CMU

Por 13 votos a favor, 3 contras e 7 abstenções a Câmara de Uberlândia aprovou nesta quarta-feira (16),  o parecer do TCE-MG (Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais) referente às contas do exercício de 2014 da prefeitura de Uberlândia. O  TCE-MG chegou a apresentar uma ressalva, durante a análise, relativa à abertura de créditos suplementares ou especiais sem recursos disponíveis da ordem de R$ 29 milhões. Contudo, após análise por fonte de recurso, esse valor foi reduzido para R$ 499.157,51 .

De acordo com a comissão de Finanças e Orçamentos da Casa de Leis, na análise do TCE sobre a prestação de contas, o valor excedente da ordem de R$ 499 mil representa 0,0003% da receita realizada, estando dentro do princípio da razoabilidade e da proporcionalidade.

Para o vereador Silésio Miranda, prevaleceu o bom senso e o equilíbrio na votação da prestação de contas. “Os vereadores entenderam que as contas estavam dentro da legalidade. Para reprovação precisaria de 18 votos que equivale a dois terços e somente três vereadores votaram contra. É um voto político porque se os vereadores da situação que estão criticando o ex-prefeito Gilmar Machado votam favorável, como eles explicam isso”, afirmou.

Foto: Divulgação

O vereador Hélio Ferraz (Baiano) que já foi presidente do Legislativo lembrou que o orçamento sempre foi fiscalizado pelo TCE-MG e que isso faz parte das prerrogativas do órgão. “Não vimos nenhum desvio e  votamos de acordo com o parecer do TCE-MG. Temos que respeitar o trabalho de cada um, isso não significa uma ação política, nós temos que ter transparência e estar sempre junto à população”, destacou.

Já a vereadora Michele Bretas votou contra a prestação de contas devido à ressalva do TCE-MG. “O parecer veio com essa ressalva que a meu ver é gravíssima. Acredito que votando contrário, não abro precedentes para as próximas administrações fazerem o mesmo, acredito que a gente tem que ter responsabilidade com o dinheiro público, infelizmente o prefeito Gilmar Machado acreditou em algo que não existia, abriu vários créditos suplementares e especiais sem ter o dinheiro em caixa”, disse.

Nota à imprensa

O ex-prefeito Gilmar Machado enviou uma nota à imprensa em que agradece aos vereadores pela aprovação do parecer da prestação de contas do TCE-MG. Ele também agradeceu à sua equipe e aos servidores da prefeitura pelo trabalho realizado no período. “Quero agradecer aos vereadores e dizer que isso é resultado do trabalho eficiente e ético que realizamos à frente da prefeitura, mesmo diante de um dos momentos mais críticos da economia brasileira”, afirmou.

      

Texto: Leonardo Leal

Notícias relacionadas