Cultura Destaque Expresso

A Cidade Industrial

Foto: Divulgação

Em 1959, o prefeito Geraldo Ladeira criou a Comissão Permanente de Defesa dos Interesses de Uberlândia, “formada e representada por delegados autorizados de todos os órgãos de classe, sindicalizados ou não, sociedades esportivas e desportivas, culturais, científicas, elementos gratos, imprensa falada e escrita, prefeito municipal, vereadores e tem por finalidade única a defesa permanente dos interesses de Uberlândia e de todo o Triângulo Mineiro.” (Art. 1o do Estatuto).

Após a III Exposição Industrial da ACIUB, de 1959, um deputado de Governador Valadares apresentou projeto de lei à Assembleia criando “Cidades Industriais” em dez municípios mineiros importantes. A Revista “PN”, sob o título “Indústria”, publicou artigo confirmando o projeto. No dia 3 de maio, o governador Bias Fortes prometeu a instalação da Cidade Industrial do Triângulo para Uberaba e alvoroçou Uberlândia. Foram memoriais, ofícios, telegramas e tudo o que podia ajudar no sentido de puxar alguma coisa para cá. O que conseguimos, de pronto, foi a promessa de um Congresso Regional de Desenvolvimento que, de fato, ocorreu nos dias 17, 18 e 19 de julho de 1959. Foi no velho Liceu de Uberlândia, com apoio do prefeito Ladeira.

Em agosto, por ato do governador, foi criada a Cidade Industrial de Uberlândia. No fim do ano, o prefeito Ladeira sancionou a Lei 837, que criou o Conselho de Administração da Cidade Industrial. Este conselho tinha autonomia administrativa e financeira e era subordinado ao governo municipal. Seu objetivo era escolher, construir e administrar a área de terreno onde se localizaria a Cidade Industrial de Uberlândia. O projeto de lei que resultou nessa criação foi de autoria do vereador Homero Santos.

Os engenheiros da SEQAU escolheram a área e as maiores doações imediatas foram feitas por Cícero Diniz e Ruy Santos. Em 1961 instalou-se a primeira firma, a IMABRA, de Benjamim Venâncio de Melo, fabricante das conhecidas Semeadoras Brasil. Logo em seguida, Luiz Massaro instalou sua fábrica de Pepsi-Cola, que foi a primeira a produzir. A terceira foi a EMMIG. Em 1965, no dia 3 de setembro, a Cidade Industrial de Uberlândia foi inaugurada pelo presidente Castelo Branco. Era prefeito Raul Pereira de Rezende.

 

Texto: Antônio Pereira da Silva

Notícias relacionadas