Comportamento Destaque Expresso

Conhece-te a ti mesmo e conhecerás o universo

Foto: Divulgação

O aforismo grego que está escrito na entrada do templo de Delfos foi construído em honra a Apolo, o deus grego do sol, da beleza e da harmonia. A frase é relacionada ao filósofo Sócrates, mas alguns atribuem a autoria a Tales de Mileto[i]. O consenso é que a sua utilização remete ao autoconhecimento e à busca constante por evolução.

O significado é que o primeiro passo para o conhecimento é o verdadeiro encontro com nossos sentimentos e emoções. Ou seja, a base para entendimento das ações e da sociedade que nos rodeia é o conhecimento que temos sobre a nossa essência. De como interagimos com o mundo e nos relacionamos com outras pessoas.

Em recente matéria da revista EXAME[ii], intitulado: “Pare de se enganar: o sucesso pede autoconhecimento”, o professor Robert Kaplan afirma que para se chegar ao sucesso é necessário desenvolvimento pessoal e controle das emoções. No texto o professor relata que temos “pontos cegos”, ou seja, características pessoais das quais não temos conhecimento, mas que são evidentes para quem nos observa. É importante salientar que, na reportagem, Kaplan afirma que em mais de 20 anos de carreira não conheceu uma só pessoa que não precisasse de ajuda durante algum tempo.

O autoconhecimento é um caminho de encontro e equilíbrio entre as nossas necessidades e os sentimentos que vêm do inconsciente. É comum relacionarmos as nossas emoções ao coração e a razão, à nossa mente. Fazemos isso para ilustrar a eterna metáfora entre consciente e inconsciente e assim conseguir encontrar sentido nas ações que realizamos dia a dia.

É preciso realizar um encontro entre a voz do coração e a da mente, entre o consciente e o inconsciente. Estabelecer um diálogo interno que seja justo e adequado aos nossos valores e assim chegar às portas do autoconhecimento.

Sri Prem Baba, em seu livro “Amar e ser Livre”, propõe: “O autoconhecimento deve estar em primeiro lugar. É preciso tomar consciência dos nossos mecanismos de defesa, das nossas carências e maldades. Porque, assim, iniciamos a purificação desses aspectos do nosso sistema. Dessa maneira, poderemos ouvir com mais clareza o que o coração tem a nos dizer”.

E você, o quanto se conhece?

 

Texto: Leonardo Veloso
Especialista na relação entre Pais e Filhos
Autor do Blog: www.depaiprapais.com.br

 

[i] https://www.significados.com.br/conhece-te-a-ti-mesmo/
[ii] http://exame.abril.com.br/carreira/pare-de-se-enganar/

 

Notícias relacionadas