Expresso Foco Saúde

Hipocloridria: você sabe o que é isso??

Foto: Divulgação

Azia/Hipocloridria:

Sabe aquela sensação de “queimação no estômago”!? Ao contrário do que muitos acreditam (!!), muitas vezes vem da DIMINUIÇÃO na produção do ácido clorídrico (HIPOCLORIDRIA). Na falta do ácido, não acontece a digestão dos alimentos, facilitando assim o refluxo do alimento não digerido pela acidez estomacal ao esôfago, gerando a sensação de queimação.

Principais sintomas:

Distensão abdominal, arrotos excessivos, queimação, flatulência imediatamente após a refeição, indigestão, diarreia ou intestino preso, sensação de empachamento após comer, restos alimentares mal digeridos nas fezes, língua branca, mau hálito.

Causas:

Uso de medicamentos como o Omeprazol e antiácidos apenas aliviam os sintomas momentâneos, porém há uma diminuição de HCl (responsável pela digestão dos alimentos, principalmente alimentos fontes de proteínas), piorando o quadro a longo prazo!

  • Consumo abusivo de cafés;
  • Chocolates;
  • Gorduras ruins, embutidos;
  • Bebidas alcoólicas, refrigerante e água com gás, leite, soja, etc.

Açúcar e amido enfraquecem muito nossa capacidade digestiva, prejudicando a liberação de enzimas digestivas e favorecendo o quadro.

Como tratar:

  • Hidrate-se entre as refeições e evite ingerir bebidas com almoço e jantar e jantar, especialmente bebidas gaseificadas ou açucaradas.
  • Chás digestivos, como hortelã e/ou alecrim, podem ser consumidos após as principais refeições.
  • Chá de espinheira-santa: ajuda no aumento da mucilagem do revestimento do estômago e ajudar a recuperar a parede (mucosa) do órgão.
  • Não exagere na quantidade de proteínas de origem animal.
  • Aumente a ingestão de alimentos ricos em enzimas digestivas, como as frutas pitaya, mamão e abacaxi (com miolo), especialmente quando consumir proteína bovina.
  • Tempere as saladas com limão (ajuda no aumento de HCl).
  • 5g de bicarbonato de sódio, em jejum, podem ajudar no alívio dos sintomas.
  • Fracione as suas refeições e evite comer grandes quantidades de comidas de uma única vez.
  • Controle seu estresse e sua ansiedade. Evite falar ao telefone durante a refeição, promover discussões ou resolver problemas e preste atenção na mastigação dos alimentos. Lembre-se: a digestão inicia na boca, com a liberação de enzimas na saliva.
  • Em muitos casos, a suplementação de enzimas digestivas (betaína cloridrato) e de probióticos é fundamental.

Procure seu médico junto ao nutricionista caso seja usuário de algum Omeprazol para que te auxilie o desmame e inicie o tratamento adequado!

Texto: Dra. Camila Oliveira
Nutricionista Especialista em Nutrição Esportiva de Alta Performance e Nutrição Clínica Funcional

Ex-atleta vice-campeã Brasileira Bikini Fitness e Calssificação 7 Lugar Mundial – Confederação CBCM
Especializada em Suplementação Nutricional na prática Clínica – IPGS (São Paulo – SP)
Especializada em Nutrição Esportiva e Estética com Ênfase em Welness (Belo Horizonte – MG)
Especializada em Nutrição Funcional – VP (Uberlândia – MG)
Ex-Docente de Pós Graduação do Instituto Máximo Patos de Minas no curso de Nutrição Clínica, Esportiva em Estética – 2015
Palestrantes em diversos cursos ministrados no Brasil

 

 

Notícias relacionadas