Cultura Expresso Foco

Bailarinos da cidade já entram no clima do Festival de Dança do Triângulo

Evento com centenas de bailarinos regionais acontece na cidade entre 19 e 24 de setembro

Foto: Divulgação

A poucos dias da maior e mais tradicional celebração da dança na região, o cenário artístico da cidade se movimenta para fazer bonito no palco da edição de 2017 do Festival de Dança do Triângulo Mineiro – (sobre)vivências em dança. Para profissionais, amadores e crianças, o momento é de acelerar o ritmo dos ensaios para deixar perfeita cada coreografia. O evento reunirá centenas de bailarinos regionais em diferentes palcos da cidade dos dias 19 a 24 de setembro. Saiba tudo sobre o festival aqui.

Desde 2007, a coreógrafa e bailarina Karyne Bittencourt se acostumou a participar do Festival. Neste ano, ela montou duas coreografias para duas turmas de jovens bailarinos entre 10 e 15 anos do Centro de Dança Talentos executarem durante o evento.  A profissional relembra com carinho de todas as vezes que se envolveu com apresentações do festival, desde os seus 19 anos.  “A alegria é a mesma das meninas, que vêem o evento como uma festa. É uma expectativa de troca, de assistir o trabalho de outras escolas, acompanhar apresentações profissionais e aproveitar o festival”, explicou.

Grande ansiedade também vive a coreógrafa Priscila Prates. Sob sua batuta está uma turma de 13 alunas que vai apresentar a coreografia ‘Divertidamente’ na Mostra Infantil. Ela revelou que, devido ao objetivo do festival ser muito mais uma celebração da cultura do que qualquer tipo de competição, as crianças aproveitam ainda mais a experiência. “Estão mais do que ansiosas de estar no palco se expressando pela primeira vez em um evento desse tamanho. Elas convidam os familiares, que acabam se envolvendo também, sem aquela pressão de ter que ganhar”, ressaltou.

Do festival para o mundo

 Apesar de também contemplar apresentações de bailarinos profissionais, a proposta principal do Festival é dar visibilidade a cada artista que, mesmo sendo amador, contribui diariamente para deixar o município mais vivo e alegre com seus passos ritmados. Em todos esses anos, vários bailarinos ganharam o mundo após mostrar seu tom no festival.

Uma das mostras profissionais escolhidas para esse ano é uma homenagem a esses bailarinos que misturam a sua própria trajetória com a do festival. Na quinta-feira (21), às 19h30, será apresentada pelas bailarinas da Cia. Uai Q Dança, Patrícia Borges e Luciane Fegatto, a coreografia denominada ‘Prelúdio de desabafos’. Ambas trilharam seus passos com várias apresentações do evento ao longo dos anos, quando ainda apenas sonhavam em ganhar os palcos profissionalmente. “Para mim, vai ser muito emocionante estar no Teatro Municipal, que por si só já é uma realização, e relembrar toda a minha trajetória, bem como meus tempos de amadora. Estou muito feliz. O festival é um marco dentro de minha formação”, contou.

A apresentação tem tudo para ser muito especial ao ser embalada pela melodia do pianista Daniel Magalhães. A coreografia tem autoria de Fernanda Belivaqua.

O Festival

O Festival de Dança do Triângulo – (sobre)vivências em dança tem o intuito de divulgar e incentivar o trabalho dos grupos, escolas, academias ou artistas independentes inscritos, propiciar o acesso a cultura, estimular a produção de conhecimento e reflexão sobre a dança. Também pretende fomentar o ensino e aprendizagem da dança local.

Apesar de o Teatro Municipal de Uberlândia contemplar a maioria das apresentações, outros pontos vão receber as atividades. Nunca uma edição do festival contou com tantas atrações e tantos palcos espalhados por vários cantos do município. A intenção é democratizar ao máximo o acesso de diferentes públicos às apresentações.

O evento está inscrito no Programa Municipal de Incentivo à Cultura e com aprovação para captação de recursos por meio de incentivo fiscal. Toda a programação foi concebida pela Comissão Permanente de Concepção e Execução do Festival de Dança do Triângulo (CCPDT), será executada pela Secretaria Municipal de Cultura e tem como patrocinadores as empresas do Sistema Integrado Martins e do Instituto Algar.

 

Confira a programação da edição 2017 do Festival de Dança do Triângulo

 

SETEMBRO

Dia Horário Atividade Local
19 – TERÇA NOITE
17h30 às 19h30 PALCO LIVRE Pratic Center – Terminal Central

 

Dia Horário Atividade Local
 

20 – QUARTA

MANHÃ
08h às 18h Montagem/ Ensaio MOSTRA CONVIDADA –

Cia FUSION

Palco do Teatro Municipal
NOITE
17h30 às 19h30 PALCO LIVRE Pratic Center – Terminal Central
21:00h Apresentação da MOSTRA CONVIDADA – Cia FUSION – Espetáculo “Pai contra Mãe” Palco do Teatro Municipal

(maiores de 16 anos)

 

 

 

 

Dia Horário Atividade Local
21  – QUINTA MANHÃ
08h às 10h Passagem de Palco da Mostra Amadora Teatro Municipal
TARDE
13h às 18h Montagem/ Ensaio MOSTRA PROFISSIONAL – UAI Q DANÇA Teatro Municipal
NOITE
19h30 Apresentação da MOSTRA PROFISSIONAL – UAI Q DANÇA – Espetáculo “Prelúdio para Desabafos” Palco do Teatro Municipal
20:15 Intervenção cênica Foyer do Teatro Municipal
20:30h Apresentação da MOSTRA AMADORA Palco do Teatro Municipal

 

 

Dia Horário Atividade Local
22 – SEXTA MANHÃ
08h às 10h Passagem de Palco da Mostra Amadora Palco do Teatro Municipal
TARDE
14:30h Ensaio  da MOSTRA PROFISSIONAL – VIOLETA VAZ PENNA Praça Tubal Vilela
17:00h Apresentação da MOSTRA PROFISSIONAL – VIOLLETA VAZ PENNA – Espetáculo “nomeiodeparacom”
NOITE
19:30h Intervenção Fabiana Garcez (UFU) – “Corpo Imaginário” Foyer do Teatro Municipal
20:00 Intervenção cênica
20:30h Apresentação da MOSTRA AMADORA Palco do Teatro Municipal

 

 

Dia Horário Atividade Local
23 – SÁBADO MANHÃ
08h às 10h Passagem de Palco da Mostra Infantil Palco do Teatro Municipal
10 às 12h Passagem de Palco da Mostra Amadora
TARDE
17h às 18h Apresentação da MOSTRA INFANTIL Palco do Teatro Municipal
NOITE
18:30h Intervenção da Comissão do Festival Foyer do Teatro Municipal
19:30h Apresentação da MOSTRA AMADORA Palco do Teatro Municipal

 

 

Dia Horário Atividade Local
24 – DOMINGO MANHÃ
09h às 11h PALCO LIVRE CEU Shopping Park
10h30 Intervenção Luciana Arslan – SURSIS – Dançando com Sartre
11h às 12h Encerramento do Festival:

Apresentação da MOSTRA CONVIDADA – Cia Fusion – Espetáculo “Quando Efé”

 

Texto: Secom PMU

Notícias relacionadas