Destaque Expresso Moda

Tudo é moda (texto polêmico)

Foto: Arquivo Pessoal

Sim, o assunto desta semana é polêmico, pois tratarei a moda de uma forma diferente do que a maioria está acostumada. Para começar, segue a definição de moda, segundo o Dicionário Michaelis:

1- Maneira ou estilo de agir ou de se vestir.

2- Sistema de usos ou hábitos coletivos que caracterizam o vestuário, os calçados, os acessórios etc., num determinado momento.

3- Conjunto de tendências ditadas pelos profissionais do mundo da moda.

4- Arte e técnica da indústria ou do comércio do vestuário.

5- Estilo próprio ou maneira típica de agir; maneira, modo.

6- Interesse excessivo ou fixação em algo; mania.

Então, de acordo com as definições acima, podemos dizer que tudo é moda. Mas como assim? Vou explicar a minha conclusão sobre isso.

Foto: Pixabay

Há um ano, eu tinha um conceito e um olhar diferentes sobre tudo que cerca o mundo da moda. Com isso, eu, na maioria das vezes, olhava o look das pessoas (de uma forma geral) e pensava pra mim mesma: “Nossa, que look bonito… olha que look despojado, ou, meu Deus, que look brega, essas peças não estão combinando!”.

Eu fazia isso e, na verdade, ainda faço, mas, com uma diferença: não analiso o visual das pessoas de forma crítica e, sim, na tentativa de entender as escolhas delas.

Vou explicar melhor. No meu quase um ano morando fora do Brasil, convivi e convivo com pessoas de gostos diferentes e escolhas que antes eu criticaria. Porém, agora, não critico e, sim, avalio (não que precise) os looks numa visão mais “ao pé da letra”.

O que para mim é brega, para a pessoa que está vestindo pode não ser. E as escolhas das pessoas, sejam elas de acordo com nosso gosto, ou não, são moda também. Afinal, escolher, por exemplo, uma blusa roxa com uma calça vermelha e um sapato azul pode ser um look gritante para a maioria, mas a pessoa que o usa está fazendo moda. Porque, apenas pelo fato de aquela pessoa usar a roupa citada acima e se sentir bem assim, significa que ela gosta do visual e o aprova. Isso é o suficiente para estar na moda.

Pra mim, fazer moda ou estar na moda, antes mesmo de seguir tendências, é você ter a coragem de vestir algo em que acredita e de que gosta, independentemente do que o mundo vai dizer ao te olhar.

Você pode estar com uma melancia na cabeça, mas se fizer isso com a certeza de que gosta, o feio ou brega será apenas um ponto de vista.

E, de acordo com a definição citada acima, moda é uma maneira ou estilo de se vestir e é também um estilo próprio de agir. Com isso, podemos concluir que aquela mulher que você viu de vestido rosa com tênis laranja (ideia fictícia) não está mal vestida e, sim, fazendo moda de acordo com o pensamento dela.

Depois que entendi isso, passei a compreender e a olhar as pessoas de uma forma diferente. E com isso, consigo perceber, mesmo no brega, a essência da pessoa que representa aquele look.

Por isso, a minha dica é que, a partir de hoje, quando você vir um look “brega”, tente mudar seu ponto de vista e entender (visualmente) o recado que as pessoas querem passar usando aquele determinado look.

 

Texto: Marlla Palhares
Jornalista especialista em moda

Notícias relacionadas