Cidade Expresso Foco

Thiago Fonseca ocupará cargo de vice-presidente da FAEMG até 2020

Presidente do Sindicato Rural de Uberlândia promete trabalhar pela aproximação entre produtores do Triângulo Mineiro e entidades sediadas na capital mineira

Foto: Divulgação/Camaru

A diretoria executiva da Federação da Agricultura e Pecuária de Minas Gerais (FAEMG), liderada pelo presidente Roberto Simões, foi eleita na última terça-feira (3/10) para novo mandato de três anos. O presidente do Sindicato Rural de Uberlândia, Thiago Soares Fonseca, faz parte da composição da chapa única que teve aprovação 99% dos 184 votos válidos. Fonseca, que completará nove anos de dedicação à Faemg,  promete trabalhar nos próximos três anos para levar até Belo Horizonte as demandas dos produtores e presidentes de sindicatos rurais da região.

Na avaliação do vice-presidente, há muitos desafios para fazer o Triângulo Mineiro se aproximar de Belo Horizonte. “Estou muito motivado em fazer essa interlocução entre nossa região e a capital”, afirmou. “É uma alegria mito grande pertencer ao time da Faemg, Dr. Roberto Simões é uma pessoa fantástica, um grande líder que tem muita experiência. Quero ser leal a ele levando as demandas dos produtores e presidentes de sindicatos rurais. Serei um despachante dessas pessoas na busca de soluções para nossa região”, disse Fonseca.

Fonseca afirma ainda que aproveitará a expertise da cidade de Uberlândia como referência regional de instituições financeiras, empresas e órgãos de segurança. “Vou pegar esses contatos e levar esse apoio para dentro da Faemg para ajudar prefeitos e presidentes de sindicatos a fazerem um bom trabalho na região”, disse. “A Faemg faz um trabalho brilhante e  muitas vezes os presidentes de sindicatos não tem a informação do que realmente está acontecendo lá. Serei um interlocutor da Federação para difundir suas políticas. Serei leal ao presidente Roberto Simões e repercutir sua palavra no Triângulo Mineiro”, concluiu.

A posse da nova diretoria está marcada para 28 de novembro, em Belo Horizonte. Roberto Simões destaca que o triênio 2017/2020 será marcado por novos projetos de inovação e tecnologia. “Estamos entrando em uma nova era, de informatização do agronegócio e de modernização do sistema sindical. Será momento de buscarmos cada vez mais participação dos Sindicatos e de oferecermos mais serviços, fortalecendo nosso sistema e reinventando o papel desse novo sindicalismo, tendo em vista, especialmente, as possíveis mudanças que virão com a reforma trabalhista”, afirma.

À frente da entidade desde 2005, Roberto Simões destaca que o triênio 2017/2020 será marcado por novos projetos de inovação e tecnologia. “Estamos entrando em uma nova era, de informatização do agronegócio e de modernização do sistema sindical. Será momento de buscarmos cada vez mais participação dos Sindicatos e de oferecermos mais serviços, fortalecendo nosso sistema e reinventando o papel desse novo sindicalismo, tendo em vista, especialmente, as possíveis mudanças que virão com a reforma trabalhista”, afirma.

 

Texto: Sindicato Rural de Uberlândia

Notícias relacionadas