Destaque Expresso Saúde

Levantar ou abaixar pesos? Sua saúde em cada movimento!

Olá, amigo leitor!

Foto: Divulgação

Hoje vamos falar sobre os exercícios realizados nas salas de ginástica e musculação do mundo todo. Como você sabe, a prática desses exercícios implica levantar caneleiras, pesos, máquinas, elásticos etc. Assim sendo, para nossa conversa de hoje você deve entender que a ação de “levantar o peso” é chamada de fase concêntrica do exercício e “abaixar o peso” é a fase excêntrica do exercício. Sabia que cada fase desses movimentos oferece ganhos especiais? Acredite, você pode escolher a qual das duas fases deve dar prioridade.

A inclusão do condicionamento concêntrico, apesar de oferecer ganhos indiscutíveis de força em atletas, pode, em programas de reabilitação, prescrição para idosos e para destreinados, exacerbar e piorar a gravidade do dano muscular induzido pelo exercício (GLEESON E COLS., 2003). No entanto, treino concêntrico é indicado clinicamente, pois seu efeito de condicionamento, associado com o efeito de microlesões leves do exercício, pode oferecer benefícios de força e também estabilização dinâmica articular no exercício (GLEESON E COLS., 2003). Mas será que isso faz diferença para sua saúde?

Chen e cols. (2017), ao testarem a hipótese de que os exercícios excêntricos trariam mais benefícios do que os exercícios concêntricos, descobriram que, em termos de danos (lesão), nenhum dos exercícios traz malefícios ao praticante. A aptidão física funcional (força e destreza), assim como a força máxima, aumentaram mais com o treinamento excêntrico do que com o treinamento concêntrico. Assim sendo, para aumentar sua força, os dois são muito bons! Os exames de sangue revelaram que a glicose sanguínea ao acordar diminuiu, significando que o treino excêntrico proporcionou melhora na sensibilidade à insulina. Essas informações são de extrema importância na prevenção do diabetes do tipo II. As diminuições do HDL colesterol (colesterol ruim) e os aumentos do HDL colesterol (colesterol bom) foram mais evidentes com o treinamento excêntrico do que com o treinamento concêntrico. Esses resultados sugerem que é melhor se concentrar em contrações excêntricas na prática da prescrição do exercício clínico.

Sabendo que buscamos saúde através do exercício, devemos sempre nos lembrar das nossas perguntas-chave: Exercício para quê? Para quem? E quando? Isso significa aplicar estímulos adequados no momento certo, com a dose certa, para a pessoa certa. Consulte um profissional de Educação Física habilitado e colha bons frutos da prática de exercícios!

 

REFERÊNCIAS

CHEN, Trevor Chung-Ching et al. Superior effects of eccentric to concentric knee extensor resistance training on physical fitness, insulin sensitivity and lipid profiles of elderly men. Frontiers in physiology, v. 8, 2017.

GLEESON, N. et al. Effects of prior concentric training on eccentric exercise induced muscle damage. Br J Sports Med, v. 37, p. 119-125, 2003.

 

Texto: Eduardo Haddad

Notícias relacionadas