Destaque Expresso Painel Política

Bolsonaro diz que reduziria os ministérios e o número de cargos comissionados

Bolsonaro (PSC-RJ) afirmou que reduziria pela metade o número de ministérios e diminuiria o número de cargos comissionados caso viesse a ocupar a presidência da República.

Foto: Mauro Marques / CDL

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) afirmou que reduziria pela metade o número de ministérios e diminuiria o número de cargos comissionados caso viesse a ocupar a presidência da República. Esse posicionamento foi apresentado na quinta-feira (19), em Uberlândia, no auditório da CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas) em evento organizado pelo G7.

Com um discurso de mudança e posições bem definidas, Bolsonaro afirmou que só se candidata à presidência se for para fazer diferente e que as nomeações seguirão critérios técnicos. Também disse que caso seja eleito e o Congresso continue da forma que é hoje, ele seguirá o que tem pregado em sua fala. “Afinal de contas eu não quero acabar em Curitiba nem na Papuda”.

Em relação ao número de ministérios, o deputado afirmou que reduziria para 14 ou 15. “Acredito que dá para conhecer os ministros, além de cobrar eficiência por parte deles. O objetivo é buscar eficiência com esta redução”, afirmou.

Foto: Mauro Marques / CDL

Em relação a uma possível campanha à presidência, ele disse fazer com um orçamento de R$ 1 milhão, nos 45 dias. “Eu preciso de um avião comercial, porque não entro em avião particular. Comigo não vai ter aviãozinho caindo. O meu meio de transporte vai ser avião de carreira e o transporte normal”.

Sobre a política de imigração Bolsonaro disse que seguirá em grande parte o que o presidente dos Estados Unidos têm feito, “Estou sendo bastante claro porque não vou falar que você é bonito para ganhar seu voto. Quero mostrar para vocês o que é o Brasil e que ele tem solução. Dessa forma que estou propondo, se acharem que estou errado tem aí um montão de outros candidatos”.

Ele disse também que tem a intenção de trocar de partido quando ocorrer a janela eleitoral. Uma das possibilidades é ir para o Patriotas. Durante o discurso, Bolsonaro citou que uma pesquisa a ser divulgada pela revista Veja, feita pelo Instituto Paraná, o coloca com 24% das intenções de voto em Santa Catarina e o Lula com 18%.

Texto: Leonardo Leal

Notícias relacionadas