Cultura Destaque Expresso

‘Minas ao Luar’ encerra mostra ‘Aldeia Uberlândia’

Última atração da programação reuniu centenas de admiradores da viola caipira na área externa do Teatro Municipal

Foto: Divulgação PMU

Uma verdadeira homenagem à música caipira aconteceu na noite deste domingo (29), na área externa do Teatro Municipal. A Orquestra Sesc de Viola e o ator e cantor Jackson Antunes foram as atrações do evento ‘Minas ao Luar’, que encerrou a mostra ‘Aldeia Uberlândia’. O show foi realizado pelo Sesc Minas, com apoio da Prefeitura de Uberlândia, Sindicomércio e Tv Integração.

Atrações

Com quatro anos de existência, a Orquestra Sesc de Viola possui membros de todas as idades. Responsável por realizar diversas apresentações não só em Uberlândia, mas em todo Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba, o grupo tem integrantes apaixonados pelo estilo e responsáveis por fomentar a música caipira pelo Brasil.

Laura de Souza Santos, de 18 anos, faz parte da orquestra e está orgulhosa de tocar em sua cidade natal. “É muito bom levar o som caipira para o pessoal de Uberlândia. Apresentar em casa é muito emocionante, ainda mais em um local tão bonito como o Teatro”, afirmou.

Outro membro do grupo há quatro anos, João Pedro Ferreira Marcos, de 17 anos, conta que o interesse pelo instrumento de dez cordas surgiu quando teve a oportunidade de assistir um show como esse, ainda quando criança. “Fui por acaso no Sesc e estava acontecendo uma apresentação de viola. Desde então me apaixonei por esse som. Me apresentar é uma forma de fomentar a tradição caipira e defender a nossa cultura”, contou.

Foto: Divulgação PMU

Também presente no evento, o cantor e ator Jackson Antunes se apresentou com o show ‘Coração Caipira’. Depois de ter passado por diversas partes do país, o intérprete cantou diversas músicas tradicionais da moda caipira, além de contar histórias do povo do sertão.

Música que emociona​

Durante o evento, centenas de pessoas se reuniram na área externa do Teatro Municipal. Praticantes de esportes e fãs da cultura mineira dividiram o espaço de uma forma alegre e respeitosa. Muitos curiosos foram atraídos pelo coro de vozes e o som acolhedor da viola.

​Selena Divina da Silva, de 48 anos, faz aula de viola há pouco menos de um ano e não perde uma apresentação do estilo musical. Para ela, o show desta noite foi emocionante. “Em todos os eventos de viola sou a primeira a chegar e a última a sair. Um show como o de hoje é muito importante para poder apresentar o som para pessoas que nunca tiveram a oportunidade de ouvir. Estou emocionada por fazer parte desse momento”, afirmou a comerciante.

Já Nadir Dias dos Reis veio ao teatro para levar a neta, Julie Ventura, de 3 anos, para andar de bicicleta. Ao chegar no local, teve uma boa surpresa. “Já havia ido no ‘Mil Violas’ no Sabiazinho e chegando aqui hoje, fiquei muito feliz em me deparar com outra apresentação de música caipira. Eventos como esse promovem a música e o estilo de vida do nosso povo”, afirmou.

 

Texto: Secom PMU

Notícias relacionadas