Esportes Expresso Foco

Uberlandenses faturam títulos em Circuito Paralímpico Nacional

Evento reuniu atletas do halterofilismo, atletismo e natação em São Paulo

Paratletas do halterofilismo durante Circuito Loterias Caixa. Foto: Divulgação

Foi realizada no último fim de semana, em São Paulo (SP), a última etapa nacional do Circuito Loterias Caixa Paralímpico de Atletismo, Halterofilismo e Natação. A equipe de halterofilismo da Futel sagrou-se bicampeã na competição e os atletas das associações parceiras da Fundação Uberlandense do Turismo, Esporte e Lazer (Futel), como a Aparu, Apuv, CDDU e Virtus, conquistaram 50 medalhas, além de baterem dois recordes brasileiros juniores. Uberlândia foi representada por 83 competidores, auxiliares e técnicos nas três modalidades disputadas.

O principal evento do esporte adaptado no Brasil encerrou sua temporada no Centro de Treinamento Paralímpico. As equipes de halterofilismo e natação aproveitaram a competição para fazer os últimos ajustes antes de seus respectivos mundiais. Este último estágio, na capital paulista, contou com a presença de 864 atletas de todo Brasil, sendo 501 no atletismo, 93 no halterofilismo e 270 na natação.

 

Halterofilismo

A equipe de halterofilismo conquistou o bicampeonato no Circuito Loterias Caixa, com sete medalhas de ouro, oito de prata e cinco de bronze, além da quebra de dois recordes brasileiros juniores, com Maria Rita Martins e Lara Lima. Finalizando a excelente participação da equipe na competição, os quatro convocados para disputar para o Campeonato Mundial de Halterofilismo, que acontece na primeira semana de dezembro, no México, já se preparam para a viagem.

Maria Rita Martins, de 18 anos, manteve a evolução na categoria até 79 kg. Na etapa anterior do Circuito, em setembro, a atleta já havia batido duas vezes o recorde júnior de sua categoria. A história se repetiu no sábado (28). Em suas últimas tentativas, levantou 64 kg e 67 kg, superando a marca anterior, que era de 63 kg.  “Cheguei à disputa muito tranquila, estava realmente segura quanto ao peso que levantaria. Agora é seguir a preparação rumo ao Mundial”, comemora.

O outro recorde brasileiro júnior ficou com Lara Lima, na categoria até 41 kg. A atleta, de apenas 14 anos, levantou 69 kg. A equipe de halterofilismo é treinada pelo professor da Futel e técnico da Seleção Brasileira da modalidade, Wéverton Santos. “Tivemos uma participação muito proveitosa nesta competição e voltamos para casa com excelentes resultados. A partir de agora, o foco será voltado integralmente para os últimos preparativos para o Mundial no México”, comenta.

Atletismo 

A equipe de atletismo conquistou oito medalhas de ouro, oito de prata e 12 de bronze. De acordo com o treinador Leandro Garcia, mesmo com a participação em inúmeras provas, os destaques foram para o lançamento de dardo e disco, arremesso de peso e salto em distância. “Fomos a equipe campeã geral no atletismo e tivemos a quebra de quatro recordes brasileiros e um recorde das Américas. Esse resultado expressivo é fruto de um longo trabalho feito com os paratletas”, explica.

Natação

A natação foi representada pelo atleta Ruiter Gonçalves Silva, que conquistou prata nos 50m livre e nos 100m livre. Esta foi a preparação final para o Mundial da modalidade, que acontecerá também no início de dezembro – juntamente com o halterofilismo – na Cidade do México.

 

Texto: Secom PMU

 

Notícias relacionadas