Cultura Destaque Expresso Literatura

Destino

Foto: Marcelo Felice

 

E de repente o destino leva

Cada um para o seu lugar…

 

Quem foi oprimido se eleva

Quem abusou e traiu vai penar…

 

A vida traça caminhos

E nos impõe que sejamos sensatos

Pois só uma certeza persiste:

Responderemos pelos nossos atos…

 

Quanto do destino eu faço?

Que tanto já está traçado?

Se meu caminho se faz passo a passo

Que quinhão pode ser mudado?

 

Cada escolha tem consequência

Há que muito se ponderar!

Chamar de destino é incoerência

Se foi minha escolha o ato praticar…

 

É livre o poder de escolher

O caminho e o rumo a trilhar…

Mas é certo que há dor e prazer

Em cada alternativa a se considerar

 

A escolha é livre, opcional

A consequência, porém, obrigatória

Aquele que escolhe mal

Sela sozinho sua própria sua história.

 

A vida pouco releva

É prudente não abusar!

 

Pois de repente o destino leva

Cada um para o seu lugar…

 

Texto: Marcelo Felice

Notícias relacionadas

1 comentário

Comments are closed.