Cidade Expresso Foco

Município estuda estratégias para internacionalização de Uberlândia

Projeto é desenvolvido pelo Sebrae em parceria com a Prefeitura e outras entidades

Foto: Cleiton Borges – SECOM/PMU

Secretários municipais se reuniram, na tarde desta segunda-feira (27), no Centro Administrativo, para conhecer e estudar a aplicação do projeto de Internacionalização de Uberlândia, no qual a administração municipal é uma das parceiras. A iniciativa idealizada pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) pretende transformar a cidade em um pólo de atrativos internacionais.

Na prática, o projeto prevê uma atuação conjunta do poder público, esfera acadêmica, entidades privadas e sociedade para desenvolver todos os potenciais do município que gerem interesse da comunidade internacional. O projeto faz parte da Câmara Técnica de Internacionalização e Atração de Investimentos do Conselho de Desenvolvimento de Uberlândia (Coden).

A intenção é trazer visibilidade, fomentar investimentos, garantir maior diálogo, estabelecer parcerias e concretizar outras interações com os demais países. Gastronomia, cultura, modelos de gestão, infra-estrutura no tratamento de água e agronegócio são alguns dos pontos que devem ser explorados para promover a imagem do município ao mundo.

As ações da prefeitura são conduzidas pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Turismo (Sedeit), que firmou a parceria com o Sebrae. Nesta tarde, o projeto foi apresentado aos outros secretários, com o objetivo de que o responsável por cada pasta planeje ações capazes de transformar e apresentar a cidade como referência internacional em aspectos como educaçãosaúde e mobilidade urbana.

Ações integradas

Durante a reunião, o secretário de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Turismo, Dilson Dalpiaz, ressaltou a importância do projeto e como sua implementação vai de encontro ao trabalho realizado pelo Município. Desde janeiro, a prefeitura apoiou ou participou de 17 eventos ligados ao tema, além de promover diversas reuniões com parceiros estratégicos.

“Posicionar Uberlândia em um cenário internacional depende do desenvolvimento de um grande trabalho como este. Hoje foi uma apresentação inicial, que deve ser amadurecida com vários outros passos estratégicos”, explicou Dalpiaz.

O diretor executivo do projeto, Johann Wolfgang Scheneider, explica que a intenção é gerar ganhos diretos ao município e, sobretudo, à sua população. “Não se trata apenas de gerar receitas de negócios, produtos e investimentos. Na verdade, estes fatores são conseqüências de atuações nas outras áreas. É algo que gera benefícios a curto e longo prazos”, comentou.

 

Texto: Secom PMU

Notícias relacionadas