Destaque Expresso Política

Legislativo avalia mudanças na gestão Odelmo no Dmae

Diretor do Dmae Sérgio Vieira Attiê deixou a autarquia por motivos pessoais

Foto: Divulgação

Na semana passada, o diretor do Dmae (Departamento Municipal de Água e Esgoto) Sérgio Vieira Attiê deixou a autarquia por motivos pessoais. Em seu lugar assumiu Cláudio Paes de Almeida. No Legislativo, a saída foi vista de forma diferente. Os vereadores independentes observaram que as representações no MPE (Ministério Público Estadual) também pesaram na decisão de Attiê. Já o líder do prefeito disse que a saída foi uma mudança normal e que haverá continuidade nas ações e obras da autarquia.

Vereador Adriano Zago:

Foto: Denilton Guimarães

“A princípio registramos o nosso respeito, uma das razões ventiladas pelo ex-diretor Sérgio Attiê para sua saída foi devido a problemas familiares. Nós respeitamos, não queremos entrar nessa questão pessoal do diretor. Mas, existem questões administrativas que estão em curso.

“Recentemente fizemos uma denúncia no Ministério Público referente ao contrato do lixo, que está sendo apurado e agora recentemente teve a ação do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) do problema de vazamento de água de um serviço que foi recebido por uma construtora e não foi prestado conforme o contrato. Isso está sendo apurado.

“É sabido de acordo com informações do vereador Thiago Fernandes, o MPE, diante do que foi constatado, ingressará com ação contra os responsáveis e pegou o período em que ele foi diretor. Às vezes, já antecipando um problema futuro, o que não o exime do período que ficou à frente da autarquia. Teremos que aguardar. Esperamos que o Dmae, que é uma referência de Uberlândia, não tenha prejuízo com estes problemas na sua gestão”.

 

Vereador Thiago Fernandes:

Foto: Divulgação

“Uberlândia perde um excelente profissional com a saída do Sérgio Attiê da direção do Dmae. Ele é uma pessoa séria, extremamente competente. Entendo que justamente por ter esse perfil, ser essa pessoa séria. Ele achou por bem não manchar o nome dele depois de ter tomado pé depois das graves ocorrências que estão envolvendo as duas administrações anteriores do Dmae, 2009-2012 e 2013-2016.”

“O principal motivo, na minha opinião, é que dentro dessas irregularidades. Ele viu que seria inevitável, um aumento da conta de água, e assim como eu, ele é contra esse aumento.  Vendo que não teria outra maneira, a não ser aumentar para a população e visto que a população já pagou por essas obras, inclusive por esse desperdício de água, ele não achou por bem continuar à frente da autarquia.

“Até porque, o Dmae recebeu uma conta, sem receber o dinheiro para pagar a conta que foi o lixo e a drenagem pluvial que é o tratamento dos resíduos. Acabaram com o caixa do Dmae, não repuseram o dinheiro, inclusive isso foi fruto de uma outra representação.

“O novo diretor, por ser uma pessoa tão próxima ao prefeito e à secretária de governo, vai fazer o que for solicitado sem questionar. Também será uma pessoa da extrema confiança dos dois”.

Vereador Antônio Carrijo:

Foto: Aline Rezende

“O Sérgio Attiê é um profissional sério, comprometido e saiu, realmente, para atender seus negócios particulares. É um arquiteto muito bem conceituado na cidade, e não está tendo condições de conciliar a vida política e os negócios.

“Ele deu a contribuição nesse período que esteve à frente do Dmae. É uma pessoa muito boa. O prefeito Odelmo nomeou o Cláudio Paes Almeida, um engenheiro que é o braço direito do prefeito há muitos anos.

“A mudança é normal, uma vez que o Sérgio Attiê quis sair para cuidar da vida particular dele.  Isso é normal. Como o projeto é do prefeito Odelmo, com o Cláudio Paes no Dmae, a administração continua do mesmo jeito vão continuar as obras da autarquia, como por exemplo, a do sistema de captação de água Capim Branco.”

 

Texto: Leonardo Leal

Notícias relacionadas