Expresso Foco Saúde

Você sabe a diferença entre depilação a laser e fotodepilação?

É um investimento e procure uma empresa séria para conseguir o efeito final desejado

Dra Thaís Mesquita é dermatologista

Não ter que se preocupar com os pelos indesejados é um sonho. Pensando nisso, foram criados métodos de depilação para destruir a raiz do pelo ou fazer com que ele enfraqueça e nasça cada vez mais fino, até sumir completamente. É uma ótima opção para quem sofre de pelos encravados e foliculites. Como diferenciar os métodos oferecidos?

Fotodepilação: realizada através da luz pulsada, que também pode ser usada no tratamento de manchas, vasos e envelhecimento. Como a luz não é focada especificamente nos pelos, necessita-se de mais sessões para se obter o resultado desejado. Destrói superficialmente o pelo, sendo uma depilação duradoura, e não definitiva, com duração média de dois anos. Tem vantagem em áreas grandes e pelos finos. A dor é menor e o procedimento, mais rápido, pois abrange uma área maior. Possui um custo menor.

Depilação a laser: é realizada com laser de feixe diodo (lightsheer), alexandrite ou Nd:Yag, focado no pigmento no bulbo do pelo. Consegue destruir o folículo e ser definitiva. Assim, tem menor risco de queimaduras e maior eficácia, necessitando de um menor número de sessões. Por ser um processo mais profundo, gera maior dor no procedimento e é mais demorado por ter a ponteira menor. Quanto mais clara for a pele e mais escuro e grosso for o pelo, melhores e mais rápidos serão os resultados. Não pega bem pelos loiros e brancos. Possui um custo maior, mas, em compensação, tem melhor custo-benefício.

Ambas podem precisar de manutenção, mas a fotodepilação exige uma manutenção mais precoce e prolongada.

Os cuidados de preparo são os mesmos: a pele não pode estar bronzeada, o pelo não pode ter sido retirado pela raiz (com cera ou pinça) no último mês, não pode haver focos de infecção ou inflamação (são tratados antes) e podem ser usados cremes clareadores para o preparo da pele, pelo menos 15 dias antes da aplicação. O número de sessões varia em função da região, do tom da pele e de espessura e cor dos pelos, que irão definir a potência a ser usada em cada caso.

Lembre-se de que é um investimento e procure uma empresa séria para conseguir o efeito final desejado.

 

Texto: Dra. Thaís de Paula A. Mesquita
Dermatologista

Notícias relacionadas