Cidade Destaque Expresso

Bombeiros Mirins recebem certificados na Prefeitura

Além de noções de primeiros socorros os alunos de 12 a 16 anos também aprendem sobre cidadania, dedicação, altruísmo e civilidade

Foto: Valter de Paula – Secom/PMU

Vinte e cinco participantes foram contemplados com o certificado de participação do projeto Bombeiro Mirim, uma parceria do Corpo de Bombeiros com a Prefeitura de Uberlândia. Além de noções de primeiros socorros, os alunos de 12 a 16 anos aprendem sobre cidadania, dedicação, altruísmo e civilidade. A entrega dos certificados foi feita pelo prefeito Odelmo Leão e o comandante do 5º Batalhão de Bombeiros, tenente-coronel André Humia Casarim. Para 2018, a previsão é que o curso seja ampliado e 100 adolescentes participem.

O Bombeiro Mirim foi reativado em agosto deste ano, quando o Município, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, Trabalho e Habitação, firmou um termo de cooperação junto ao órgão de segurança. O acordo previa o atendimento de garotos e garotas de 12 a 16 anos que já eram alunos nos Núcleos de Apoio Integral à Criança e ao Adolescente (Naicas) dos bairros Marta Helena e Morumbi.

Foto: Valter de Paula – Secom/PMU

A secretaria municipal de Desenvolvimento Social, Iracema Marques, destacou que o resgate do projeto é essencial.  “As crianças aprendem muito, para o dia a dia aprendem noções de civismo, cidadania, a se defender no cotidiano, situações práticas para enfrentar na vida”, afirmou.

Para o tenente-coronel Casarim, a participação no curso permite às crianças conviverem melhor na sociedade, proporcionando uma melhor qualidade de vida para ela e para a comunidade em que vive. “Com as aulas que tiveram de primeiros socorros, salvamento em altura, combate a incêndio, as crianças e jovens estão mais experientes para a sociedade e até para a própria família” disse e acrescentou, “os próprios familiares afirmam que o filho modificou com a participação no projeto social, ficou mais estudioso e passou a ter um maior respeito pela sociedade”, disse.

Foto: Valter de Paula – Secom/PMU

Um dos participantes, o bombeiro mirim João Gabriel Constant de 12 anos, disse que a experiência de fazer o curso foi muito bacana. “È um aprendizado que a gente passa a ter na nossa vida”, afirmou. Após a formação, Constant disse que pensa em ser bombeiro ou policial.

 

Texto: Leonardo Leal

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta