Expresso Regional Uberaba

Conselho se reúne para analisar planilha do Transporte Público

A decisão sobre o valor da tarifa para 2018 ainda não tem data para ser anunciada

Foto: André Santos/PMU

O Conselho Municipal de Transporte Público de Uberaba se reuniu quinta-feira (21) para avaliar as planilhas relativas à tarifa de transporte coletivo, protocoladas na prefeitura, pela Associação das Empresas de Transporte Coletivo de Uberaba, que pede um reajuste de quase 9.02%, ou seja, elevando a tarifa de R$ 3,80 para R$ 4,17.

Antes de repassar ao Conselho, os técnicos da Prefeitura, por meio da Sedest/Superintendência de Transporte Público, fizeram todas as análises que englobam os dados apresentados, conforme metodologia oficial em vigência no GEIPOT/Ministério dos Transportes e em conformidade com a documentação do Caderno Técnico de Preços dos Insumos, que compõe a estrutura dos custos dos serviços de transporte, e que indicam variações substanciais em determinados componentes como: lubrificantes, peças e assessórios, salários e aumento substancial na gratuidade dos idosos acima de 60 anos. Em contrapartida houve redução da quilometragem operacional e ociosa.

Segundo o Superintendente de Transporte Público, Claudinei Nunes, foram observados dois itens divergentes, entre os técnicos e a Transube, que dizem respeito a – Seguro, Impostos e Bilhetagem – e também – Quilometragem Ociosa. “Na primeira questão entendemos que os investimentos feitos são recentes para serem inclusos nesta avaliação. No que tange ao segundo item discordamos, pois atualmente os ônibus não retornam para as garagens, ficando nos terminais após cumprirem a jornada de pico. Desta forma consideramos apenas a quilometragem ociosa das garagens até os pontos de controle”, explicou.

Ainda de acordo com a análise dos técnicos, o que mais impactou a planilha foi: Graxa (33,2%); Diesel (17,38%); Fluído de Freio (6,15%); Salário e Benefícios (2,79%); e Redução de passageiros equivalente a 2,82%. Desta forma os técnicos chegaram ao valor de R$4,0801, ou seja, um percentual de reajuste de 6.048%.

O conselho analisou as planilhas e votou pela aprovação do valor apontado pela equipe técnica da PMU (R$ 4,0801), sendo 6 (seis) votos favoráveis à planilha da Prefeitura e 2 (dois) votaram favoráveis à solicitação da Transube (R$4,17), ou seja, pelo valor maior da tarifa. A partir da decisão do conselho, que é um órgão consultivo, as planilhas e a ata serão repassadas ao Prefeito Paulo Piau para análise.  A decisão sobre o valor da tarifa para 2018 ainda não tem data para ser anunciada.

O Conselho Municipal de Transporte Público de Uberaba é composto por representantes dos seguintes seguimentos: Secretaria de Defesa Social, Trânsito e Transporte, Procuradoria Geral, ACIU (Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Uberaba), CDL (Câmara dos Dirigentes Lojistas), Transube, Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Uberaba e Região, Sindicato dos Mototaxistas e Motoboy, Associação dos Transportadores Escolares, Acobe (Associação dos Usuários de Transportes Coletivos Urbanos Rodoviários, Ferroviários, Táxis, Mototáxis e Aéreos de Uberaba) e Associação de Bairros de Uberaba.

 

Texto: Decom PMU

Notícias relacionadas