Expresso Regional Uberaba

Equipe da PMU analisa rede de drenagem do bairro Jardim São Bento

A visita é uma resposta a solicitação do morador, Hélio Souza Meira, que teve a casa afetada pelas chuvas.

Foto: Neto Talmeli

Vice-prefeito João Gilberto Ripposati visitou o bairro Jardim São Bento nesta segunda-feira (15) para avaliar necessidade de intervenções para melhorar drenagem de águas fluvais na rua Yvone Carvalho de Vitto. Com o vice-prefeito, estavam presentes o chefe do Departamento de Orçamento e Avaliações da Secretaria Municipal de Planejamento e Gestão Urbana (Seplan), Norberto Luiz Severino Vieira, o superintendente de Gestão Urbana da Seplan, Realino Augusto de Oliveira e o superintendente de Serviços Urbanos, José Donizetti de Melo.

A visita é uma resposta a solicitação do morador, Hélio Souza Meira, que teve a casa afetada pelas chuvas. “Quando a chuva vem, não tem como nem entrar em casa, porque é muita água. Então eu quero agradecer o Ripposati e o pessoal por ter vindo, para ver a situação, pois isso é muito importante”, conta Hélio.

O vice-prefeito destaca que a equipe que o acompanhou vai estudar o caso e fazer uma análise e projeto do que pode ser feito, e dar resposta aos moradores. “Estamos aqui para ajudar a população, no sentido de identificar os problemas, percorrer os bairros. O problema é que estamos tendo um volume maior de água, está chovendo muito mais e por causa desse volume todo, realmente precisam ser feitas intervenções para resolver o problema neste trecho”, explica Ripposati.

Foi definido que os próximos passos serão o recolhimento de dados junto ao Centro Operacional de Desenvolvimento e Saneamento de Uberaba (Codau), como plantas, cadastros do bairro e fotos aéreas para realizar o projeto da área. A expectativa é que sejam necessários pelo menos novos 500 metros de rede para fazer a drenagem desde a parte mais alta da rua até o córrego que passa pela região, paralelo a Avenida Leopoldino de Oliveira.

Ripposati reforça que a Prefeitura irá trabalhar para dar uma solução aos moradores. “Tem que ser feita uma nova rede e ela tem que ter capacidade para receber e coletar essa água. Trouxemos os técnicos da Seplan e da Sesurb para que nos ajudassem a identificar os problemas e assim, darmos uma resposta em definitivo, visto que necessitaremos também de recursos. Os moradores não suportam mais essa situação e temos que estar junto da comunidade, cumprindo nosso dever”, destaca.

 

Texto: Decom PMU

Notícias relacionadas