Cultura Destaque Expresso

Dia Nacional das Histórias em Quadrinhos movimenta a Biblioteca Municipal

Local recebeu diversas ações nesta terça-feira (30)

Foto: Araípedes Luz – Secom/PMU

Um convite a um mundo de imaginações. Quem passou pela Biblioteca Pública Municipal Juscelino Kubitschek de Oliveira a tarde desta terça-feira (30), teve a oportunidade de conhecer ainda mais sobre uma leitura que ultrapassa gerações. Em comemoração ao Dia Nacional das Histórias em Quadrinhos, diversas atividades foram oferecidas pela Secretaria Municipal de Cultura, entre elas dinâmicas e contação de histórias.

Arte e literatura

As ações foram conduzidas pela artista Deysemar Botaro, com uma linguagem lúdica e adequada para o público infantil. Também conhecidas como HQ’s, as revistas em quadrinhos representam um modelo de leitura que mistura elementos textuais e visuais, que proporcionam a sensação de sequência de cenas aos leitores.

De acordo com a diretora da Biblioteca Municipal, Denise Carvalho, trata-se de uma forma de aliar ainda mais a arte e a literatura entre os participantes das atividades. “É muito importante tanto para os pais, que lembram seus tempos de infância, como para seus filhos. Neste período de férias, muitas pessoas acabam criando o costume de passar pela biblioteca, e é importante que todos participem”, disse.

Quem também enalteceu a iniciativa foi a secretária de Cultura, Mônica Debs. “Acredito que, quanto mais essa prática se tornar um hábito, melhor para aprender sobre as diversas opções de leitura que abrigamos. É algo que vem a somar diariamente para nossa programação cultural”, destacou.

De Turma da Mônica a Liga da Justiça                                                                                                                    

Com um acervo formado por relíquias de Maurício de Souza, Ziraldo, Marvel, Liga da Justiça e outros títulos, Uberlândia conta com centenas de obras em quadrinhos, com personagens que vão desde Cascão, Cebolinha, O Menino Maluquinho, até Homem Aranha, Hulk, Batman, Super-Homem e outros super-heróis que encantaram o público.

As obras estão disponíveis de segunda a sexta-feira das 8h15 às 18h45 na Biblioteca Pública Municipal, localizada na praça Cícero Macedo, Fundinho, e na Biblioteca Sesi Indústria do Conhecimento, na avenida Elpídio Aristides de Freitas, no Roosevelt.

Foto: Araípedes Luz – Secom/PMU

Quadrinhos no Brasil

Foi em 30 de janeiro de 1869 que o Brasil teve a primeira história em quadrinhos publicada aqui, intitulada “As Aventuras de Nhô-Quim” ou “Impressões de uma Viagem à Corte”, do ítalo-brasileiro Ângelo Agostini. A data inspirou a comemoração do Dia Nacional das Histórias em Quadrinhos, leitura que se popularizou com o lançamento de clássicos como a “Turma da Mônica”, “A Turma do Pererê”, “O Menino Maluquinho” e o “Tico-Tico”, considerada a primeira revista em quadrinhos brasileira, lançada em 11 de outubro de 1905.

 

Texto: Secom PMU

Notícias relacionadas