Destaque Expresso Saúde

Minas Gerais registrou 81 casos de Febre Amarela e 36 mortes

Foram registrados 475 casos confirmados de Febre Amarela em Minas Gerais, sendo que destes, 162 evoluíram para óbito

Foto: Agência Brasil

Desde o início do segundo período de monitoramento da Febre Amarela que vai de julho de2017 a junho de 2018, já foram confirmados 81 casos da doença em Minas Gerais, destes, 36 evoluíram para óbito e outros 208 casos continuam em investigação. As informações foram divulgadas na terça-feira (30), pela Secretaria de Estado da Saúde em boletim epidemiológico.

Conforme o informe da secretaria, no período de monitoramento anterior, que foi de julho de 2016 a junho de 2017, foram registrados 475 casos confirmados de Febre Amarela em Minas Gerais, sendo que destes, 162 evoluíram para óbito. O último caso confirmado teve início dos sintomas no dia 09 de junho de 2017.

O boletim destaca que do total de casos confirmados, 77 (95,1%) são do sexo masculino e 04 (4,9 %) do sexo feminino. Todos os casos foram confirmados laboratorialmente e não há relato de vacinação para a Febre Amarela entre os casos confirmados. A mediana de idade dos casos confirmados é de 47 anos (15 – 88 anos). A letalidade por febre amarela em Minas Gerais no período de 2017/2018 é de aproximadamente 44,4%

De acordo com o boletim, foram considerados casos confirmados aqueles que apresentaram:

• Exame laboratorial detectável para Febre Amarela;
• Exame laboratorial não detectável para dengue;
• Histórico vacinal (não vacinado/vacinação ignorada);
• Sinais e sintomas compatíveis com a definição de caso;
• Exames complementares que caracterizam disfunção renal/hepática.

Atualmente, a cobertura vacinal acumulada de febre amarela no Estado de Minas Gerais está em torno de 83%. Ainda há uma estimativa de 3.299.174 não vacinados, especialmente na faixa-etária de 15 a 59 anos, que também foi a mais acometida pela epidemia de febre amarela silvestre ocorrida em 2017. Entre os 853 municípios do estado, 36,22% (309) delas não alcançaram 80% de cobertura vacinal; outros 34,11% (291) dos municípios tem entre 80% e 94,9% de seus moradores vacinados; com mais de 95%, estão 29,66% (253) das cidades mineiras com recomendação de vacina.

Uberlândia – na tarde de terça-feira (30), a prefeitura de Uberlândia informou que um macaco encontrado morto em novembro do ano passado no bairro Lídice estava contaminado com o vírus da febre amarela. Sobre a morte do animal, o secretário de saúde Gladstone de Rodrigues, disse em coletiva à imprensa que o vírus da febre amarela está circulando na zona urbana.

A prefeitura informou também que serão intensificados os esforços de vacinação contra a doença. De 5 a 9 de fevereiro, das 7h às 9h e das 16h às 20h, equipes da Secretaria de Saúde estarão no Terminal Central para aplicar a vacina na população. A ação também ocorrerá no mesmo período no Parque do Sabiá das 16h às 20h.

Texto: Redação

Notícias relacionadas