Expresso Foco Política

Adriano Zago é um dos líderes selecionados da Rede de Ação Política pela Sustentabilidade

Parlamentar está entre os 102 escolhidos dentre os mais de 1 mil candidatos inscritos em todo o país

Foto: Denilton Guimarães/CMU

Adriano Zago foi o único vereador de Uberlândia selecionado para compor a RAPS (Rede de Ação Política pela Sustentabilidade). Ele disputou a cadeira com outros 1.037 candidatos de todo o país, que se submeteram aos seguintes critérios de seleção: compatibilidade de valores éticos, morais, transparência, visão empreendedora e sustentável.

Nesse sentido, a instituição viu em Zago, por meio de sua atuação parlamentar, um perfil compatível com suas missões. Ações como a doação da diferença do aumento salarial, desde 2013, para instituições que desenvolvem trabalhos sociais; suas constantes ações ao lado do Ministério Público; as intensas atividades de formação política com jovens e crianças e, também, a economia sistemática dos recursos destinados ao seu gabinete, comprovam sua idoneidade e  comprometimento com um novo modelo de gestão e de atuação na vida política.

Agora, Uberlândia tem a adesão do vereador à RAPS. E com isso o município terá um, entre os 27 parlamentares, participando de um time de lideranças nacionais, homens e mulheres de diversas partes do país, com pautas plurais, mas com um único objetivo: transformar a política brasileira. Mudanças que serão implementadas, principalmente, a partir da elaboração de políticas públicas que valorizem e ampliem o desenvolvimento de práticas sustentáveis.

Consolidada em 2012, a RAPS tem como missão contribuir para o fortalecimento e o aperfeiçoamento da democracia e das instituições republicanas. Para isso, a organização realiza constantemente espaços de formação de lideranças políticas para que essas contribuam, cada vez mais, com mobilizações nas localidades onde estão inseridas. “O Estado de Minas Gerais, lamentavelmente, costuma estar entre os maiores desmatadores do país. E além disso, outro ponto fundamental é cuidar dos nossos recursos hídricos. Precisamos elaborar e intensificar as políticas públicas de sustentabilidade para enfrentar estes quadros.”, afirmou Zago.

A RAPS é um grupo é formado por agentes políticos de todas as regiões do país e com uma grande pluralidade de partidos. Os novos líderes tem uma extensa agenda já programada para o ano todo, com atividades tais como seminários e workshops. O primeiro encontro está marcado para os dias 24 e 25 de fevereiro. A programação completa pode ser obtida no site da organização: www.raps.org.br

 

Texto: Gustavo Medrado

Notícias relacionadas