Cultura Destaque Expresso

A estrada do Fernando Vilela

Pouco antes de deixar a Câmara de Vila Platina (Ituiutaba), onde foi Agente Executivo (prefeito), Fernando Vilela anunciou que construiria uma estrada para automóveis partindo de Uberabinha até Santa Rita do Paranahyba (Itumbiara) e Vila Platina.

Foto: Divulgação

Assim que saiu, vendeu, com os irmãos, a Fazenda Piratininga, com 108 alqueires, para a Southern Territories Limited, e alienou a parte da herança de sua esposa na Fazenda Segundo Salto. Mudou-se para Uberabinha e trouxe consigo o engenheiro Ignácio Pinheiro Paes Leme. Ele e Fernando Vilela fizeram os estudos iniciais e o projeto da estrada. Eram engenheiros.

No dia 12 de agosto de 1912, instalou-se a Companhia Mineira Auto Viação Intermunicipal, com um capital de 250:000$000 (duzentos e cinquenta contos de réis) dividido em 1.250 ações. A estrada demandaria Vila Platina passando por Monte Alegre, com desvio em Xapetuba para Abadia do Bom Sucesso (Tupaciguara) e Alvorada e, de Monte Alegre, seguiria para Itumbiara.

Em Avatinguara se dividia, indo um braço para Vila Platina e outro para Santa Rita. A construção da estrada começou no dia 12 de junho de 1912, mas a primeira estaca só foi afixada festivamente em agosto, em frente à estação da Mogiana. No mesmo mês foi feito o contrato de concessão com o Estado que não pagou a subvenção conveniada.

Segundo vários memorialistas a inauguração do primeiro trecho, de Uberabinha a Monte Alegre, com 72 km, foi inaugurado no dia 7 de setembro de 1912. Mas há outras informações: Algumas publicações dizem foi em 1913 e há até quem diga foi em 1914. O engenheiro que construiu a estada, Ignácio Pinheiro Paes Leme, escreveu em 1922 um artigo confirmando que a inauguração foi a 7 de setembro de 1912.

Se realmente tiver sido nessa última data, a estrada do Fernando Vilela terá sido a primeira estrada de automóveis construída no Brasil. O historiador paulista Waldemar Correa Stiel, afirma que a primeira rodovia teria sido a Estrada do Vergueiro, adaptada em 1913 para automóveis. E diz que foi a primeira. Fica esta dúvida? Qual foi a primeira?

 

Texto: Antônio Pereira Silva

Notícias relacionadas