Cultura Destaque Expresso

Uberlândia recebe o show Rosa dos Ventos

Uberlândia recebe o Projeto Musical Rosa dos Ventos em fevereiro

Foto: Divulgação

Show gratuito acontecerá dia 23/02 no Teatro Municipal, e reunirá os quatro cantos do Brasil no mesmo palco para espetáculo que promoverá um verdadeiro intercâmbio cultural.

A música, assim como as demais expressões artísticas, tem uma enorme capacidade de gerar sentido de pertencimento, pois ela é a identidade de um povo, é a tradução de seu modo de pensar, de sentir e de agir. Porém, em um país de dimensões continentais como o Brasil há uma enorme diversidade de expressões artístico-culturais. De norte a sul e de leste a oeste a arte se reinventa e, falando de seu povo, fala do Brasil inteiro.

“Reunir, pois, os quatro cantos do país é ver num mesmo palco toda nossa brasilidade e a força da identidade de nosso povo”, justifica Erick Castanho, idealizador do projeto Rosa dos Ventos, que apresentará no dia 23 de fevereiro às 20h, no Teatro Municipal de Uberlândia, o show Rosa dos Ventos, com entrada franca e quatro artistas pesquisadores de cultura popular e tradicional de diversas regiões do país. “O intuito é promover um verdadeiro intercâmbio cultural, para valorização e disseminação do patrimônio musical brasileiro”, diz Castanho.

Foto: Divulgação

Além do show, o projeto Rosa dos Ventos, realizará duas oficinas de ritmos populares em escolas de Uberlândia. “A proposta é que os artistas compartilhem com os alunos suas pesquisas nos diversos ritmos brasileiros, colaborando assim com sua formação musical e com a democratização do acesso a bens culturais”, acrescenta Castanho.

Os artistas convidados do projeto são: Sol Bueno (Moeda), Valdir Verona (Caxias do Sul), Erick Castanho (Uberlândia) e Lucas oliveira (Recife).

Sol Bueno é cantora e compositora natural de Pitangui (MG). Cantora de voz suave e marcante, traz em seu som as raízes musicais e as vivências populares dos povos moradores do cerrado e bacia do São Francisco. A voz é seu principal instrumento, mas também se apresenta tocando viola de 10 cordas, violão, hang e percussão. Em 2017, lançou seu primeiro CD, o Poeira Dançante, muito bem recebido pela crítica especializada. Foi selecionada pela Mostra Mulheres Criando e para o Sonora – Festival Internacional de Compositoras em Minas Gerais, tendo também lançado seu trabalho no Peru, no Dandole Cuerda – Encontro Latino Americano de Cantautores, como a 1ª mulher a representar o Brasil no evento, e ainda na Bolívia, no Festival Universitário da Unsa – La Paz.

Foto: Divulgação

Valdir Verona é músico, natural de Caxias do Sul (RS) e tem 30 anos de estrada. Atualmente, além da carreira solo, faz parte do Duo de Viola e Acordeon, e do projeto Violas ao Sul. Desde a década de 90, desenvolve um trabalho de resgate da viola de 10 cordas na música do Sul. Possui oito CDs e três livros com CDs encartados. Recebeu dois prêmios Excelência da Viola Caipira; foi indicado ao Prêmio Açorianos de Música três vezes; e tem participação em diversos festivais, com destaques para o 1º Festival Voa Viola, quando foi selecionado entre os trabalhos mais representativos da viola brasileira. No exterior, já representou o Brasil no Fórum Econômico Mundial de Davos/Suíça em 2012, e na 25ª Feira Internacional do Livro de Bogotá/Colômbia.

Foto: Divulgação

Erick Castanho é violeiro e cantador oriundo da região do Brasil central – o Triângulo Mineiro. Seu trabalho autoral foi premiado em diversos festivais de âmbito nacional e regional, como o FINCA 2011 e 2012, promovido pela Universidade de Brasília, e o Circuito Integração de Viola. Com o projeto “Cantoria de Abraçar” levou à Uberlândia artistas de vários estados do Brasil. Atualmente, apresenta ao público seu trabalho mais recente, ‘Elemental’, álbum que reúne músicas de anos de intensa vivência artística, participando de festivais autorais, apresentações públicas, projetos de circulação, festas e folias do povo, e no qual é possível encontrar ecos da música raiz, dos folclores medievais e andinos, das reminiscências indígenas e africanas e de todas essas influências assimiladas durante anos de estrada. ‘Elemental’ conta ainda com participação de cantores de diversas regiões e nacionalidades.

Foto: Divulgação

Lucas Oliveira é músico natural de Recife (PE). Integrou a Orquestra de Câmara da UFPE com regência de Sérgio Dias, tocando violão, viola caipira e guitarra barroca no projeto Ópera em Três Tempos. Foi professor no curso de Extensão em música da UFPE, na Escola Municipal de Artes João Pernambuco e na Academia Musical Santa Terezinha. Em 2016, acompanhou Vital Farias e Fernando Guimarães na histórica CANTORIA, com Xangai, Elomar e Geraldo Azevedo, em Brasília, e realizou participações especiais em concertos do menestrel baiano, Elomar. Atualmente, integra o grupo Allegretto de música antiga, do Conservatório Pernambucano de Música, realizando arranjos e composições originais. Também compõe poemas, canções e peças para violão solo.

Foto: Divulgação

O Projeto Cultural Rosa dos Ventos – Brasil Multicultural é incentivado pelo PMIC _ Programa Municipal de Incentivo à Cultura, através da Secretaria Municipal de Cultura de Uberlândia.

Serviço:

Show Rosa dos Ventos

Dia 23/02 às 20h

Teatro Municipal de Uberlândia

Entrada Franca

Retirada dos ingressos: a partir de 12/02 no Colégio Objetivo (R. da Ciência, 82 – Morada da Colina); Samsara Espaço Esotérico (Av. Cesário Alvim, 619 – Centro) e Ganesha Restaurante Vegetariano (R. Euler Lanes Bernardes, 428 – Santa Mônica)

 Informações para imprensa:

Michele Borges / 34 9.9630-8242 / michele@cicloassessoria.com e guialivreser@gmail.com

 

Fonte: Guia Livre Ser

Notícias relacionadas