Expresso Foco Nacional

Caixa lança custeio antecipado com taxas promocionais a partir de 6,7% a.a.

Produtores já podem apresentar suas propostas de custeio da Safra Verão 2018/2019

Foto: Pixabay

No momento em que o Brasil abre a colheita da Safra Verão 2017/2018 e celebra a expectativa de uma safra recorde de grãos, a Caixa Econômica Federal inicia campanha de antecipação do crédito de custeio agrícola para o financiamento da safra 2018/2019, com taxas reduzidas para produtores rurais e cooperativas. O objetivo é atender à necessidade de recursos para o financiamento do custeio das culturas de soja, milho, arroz e algodão, que juntas representam historicamente a maior fatia de recursos do crédito rural para o custeio da safra. De acordo com os números do Banco Central do Brasil, estas culturas responderam por cerca de 67% do total de crédito rural contratado pelos agricultores para o custeio das lavouras no último ano safra.

Os produtores do Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (PRONAMP) poderão contar com a redução nas taxas do custeio de 7,5% para 6,7% ao ano. Agroindústrias e cooperativas terão taxas promocionais a partir de 7,5% ao ano e para demais produtores pessoas físicas as taxas serão de 7,7% ao ano. “A intenção da CAIXA é apoiar o agronegócio brasileiro, oferecendo a possibilidade de financiar antecipadamente a aquisição de insumos, com taxas de juros abaixo das praticadas pelo mercado. Para um custeio com prazo de 12 meses, por exemplo, o médio produtor que contratar uma operação no valor de R$ 1,5 milhão economizará cerca de R$ 12 mil”, explica o diretor de Produtos de Varejo da CAIXA, Humberto Magalhães.

Além do custeio antecipado da Safra Verão 2018/2019, as taxas reduzidas alcançam também as operações de estocagem da safra vigente e o custeio pecuário para todos os produtores pessoas físicas, as linhas de adiantamento a cooperados e industrialização para cooperativas de produção e o custeio de integração para agroindústrias que atuam na suinocultura e avicultura. As taxas promocionais serão ofertadas até o final de março.

Ao antecipar os recursos da próxima safra, o produtor pode negociar, ainda no primeiro semestre, a aquisição de insumos para o plantio. “O custeio antecipado proporciona condições para que o Crédito Rural chegue ao produtor de forma rápida e no melhor momento, permitindo que ele possa se programar, reduzir custos e aumentar a sua rentabilidade”, esclarece Humberto Magalhães.

Os clientes CAIXA contam com uma rede de 1.700 agências capacitadas e habilitadas a operar com o Crédito Rural, bem como uma ampla parceria com 2.500 empresas de consultoria rural (Empresas de ATER), distribuídas em todas as regiões do país.

 

Texto: Assessoria de Imprensa da CAIXA

Notícias relacionadas