Expresso Foco Moda

A tal “coleção cápsula”…

Se você acompanha notícias relacionadas ao mundo da moda, já deve ter visto esse nome em algum lugar e às vezes ficou sem entender o que a tal “coleção cápsula” é e significa.

Foto: Arquivo Pessoal

A coleção cápsula é uma minicoleção fora da coleção principal – as coleções lançadas todos os anos, de acordo com as estações. Ela serve para manter o cliente envolvido com a marca durante todo o ano, além de vender peças assinadas por grandes nomes da moda, de celebridades e com estilos variados, sem comprometer a coleção principal. Ou seja, num geral, isso nada mais é que uma jogada de marketing que, no final, nos influencia, mas também nos dá oportunidade de obter peças diferenciadas e de qualidade. Como por exemplo, as lojas de departamento no Brasil, como Riachuelo e C&A. Elas todo ano criam minicoleções com nomes renomados. Isso ajuda a marca a crescer no segmento e contribui para que o público tenha acesso a peças que, antes, talvez não conseguiria comprar. Um exemplo disso é a coleção que a C&A criou em parceria com a celebridade americana Kim Kardashian. Muitas brasileiras jamais usariam roupas criadas por ela, se não fosse uma ação dessas. Afinal, nem todo mundo tem condição financeira e tempo para viajar para fora do país e comprar roupas da marca dela, certo? Outro exemplo foi a criação da coleção LR Lala Rudge (blogueira de moda e empresária) + Barbie para Riachuelo. É claro que não são apenas essas coleções, mas várias outras, que inclusive não envolvem somente lojas de departamento, e sim diversas marcas, afinal, criar uma coleção cápsula é sucesso garantido.

Foto: Divulgação

Como eu disse acima, a parte boa, pelo lado do consumidor, de comprar peças de coleção cápsula é a garantia de vestir roupas diferenciadas e de qualidade, sem falar da exclusividade – sim, falo em exclusividade porque mesmo que várias pessoas tenham acesso à coleção, eu rotulo como exclusivo por serem peças que fogem da coleção tradicional e padronizada. Por outro lado, isso também faz como que a gente invista em roupas que logo, logo caem de moda, afinal, a febre daquilo passa e ninguém mais usa. Por isso, minha dica é que, se você gosta de acompanhar essas minicoleções à parte, invista em peças que você possa aproveitar mesmo depois que a euforia do lançamento passe e mesmo depois que a coleção acabar, porque, assim, você não perde dinheiro e ainda usufrui de uma peça legal durante todo o ano.

 

Texto: Marlla Palhares

Notícias relacionadas